Monday, June 13, 2011

123º Aniversário de Fernando Pessoa






Só és lembrado em duas datas, aniversariamente:
Quando faz anos que nasceste, quando faz anos que morreste;
Mais nada, mais nada, absolutamente mais nada.
Duas vezes no ano pensam em ti.


Álvaro de Campos, Poesia, 67, p. 305




Google Doodle 123º aniversário de Fernando Pessoa
doodler: Sophia Foster-Dimino


No dia do seu 123º aniversário, Google não esquece de lhe dedicar um Doodle. A Casa Pessoa propõe-se comemorar o aniversário do poeta com visitas guiadas, exposições, oficinas criativas para crianças, lanche na Biblioteca e um concerto com  Mariano Deidda.






Deixo o vídeo sobre Fernando Pessoa, da série Grandes Portugueses (2008). Não leio Pessoa duas vezes por ano. Pessoa e seus heterónimos fazem parte dos meus fragmentos de leitura constantes.

Clara Ferreira Alves, que esteve à frente da Casa Pessoa, antes de Inês Pedrosa, é a narradora.




A tristeza juncou de pétalas de rosa
O chão do meu jardim
E a  a alma que em mim goza
A dor que passa em mim
Só ficou mais inquieta, ansiada e sequiosa
Do que nunca teve fim.(...)


Fernando Pessoa, A tristeza juncou de pétalas de rosa

in Poesia 1902-1917 , Assírio & Alvim, 
ed. Manuela Parreira da Silva, Ana Maria Freitas, Madalena Dine, 2005


G-S

Fragmentos Culturais

13.06.2011
Copyright © 2011-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Créditos: video RTP

18 comments:

pinguim said...

Acho deliciosas as homenagens do Google...

mfc said...

Mais uma vez o Google esteve atento!

Evanir said...

Eu li suas postagens são excelentes
ñ da p/ cometar muito estou com tendinite.
Seguindo voCê espero vc no meu blog e se gostar seguir-me beijos ,,EVANIR

heretico said...

beijo
grato pela tua presenla amiga

estarei atento ao programa

Avelaneira Florida said...

Já não vim a tempo de poder espreitar!!!!
Mea culpa!!!!!

Bjhs, "Fragmentos"!!!

Isamar said...

Bem-haja, amiga, pela forma como aborda mais um dia em que Fernando Pessoa deve ser homenageado.
Não o esqueço, gosto muito da sua obra e leio-o como quem degusta uma iguaria rara.

Beijinhos

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Saboreei este vídeo do princípio ao fim e, tal como a Clara Ferreira Alves interrogo-me: "Mas afinal, como é que um modesto e pacato empregado de escritório se transforma num génio?" Porque é de um verdadeiro génio que se trata.
Deixei uma resposta ao seu comentário gentil em "Luz de África" e fiocaria feliz se tivesse tempo de o ler.
Um abraço grande.

vitor cunha said...

O heterónemo de Fernando Pessoa com que mais me identifico é Álvaro de Campos.Identifico-me de tal forma que foi com Álvaro de Campos que recuperei a voz em terapia da voz.Eu, em Fernando Pessoa, consigo adorar os poemas de alguns dos heterónomos e detestar outros tal é a versatilidade, na minha opinião, de Fernando Pessoa.
Um Beijo.

Daniel Silva (Lobinho) said...

É sempre um prazer passar aqui. Um beijo e obrigado pelas palavras e pela amizade.

Fragmentos Culturais said...

Também eu acho, João! Já o exprimi várias vezes!

Fragmentos Culturais said...

Sem dúvida. 'mfc'! Não foi dos doodle mais criativos, mas Google esteve atento, sim!

Fragmentos Culturais said...

Muito obrigada, Evanir! Foi um prazer ter sua 'presença' neste meu espaço!

Faço votos que sua tendinite esteja ultrapassada...

Não fui ainda visitar seu blogue porque tenho andado muito afastada... mas vou passar por lá, muito brevemente!

Fragmentos Culturais said...

... é sempre um prazer imenso ler-te em 'fragmentos' ou visitar-te em 'Relógio'!

Somos amigos 'virtuais' há bastante tempo!

Um beijo afectuoso, 'Herético'!

(o programa foi muito bom! Só vi alguns episódios, os mais ligados
à Arte...)

Fragmentos Culturais said...

Se fores ao sítio web Google e escreveres 'doodle', aparecem-te por anos e temas, 'Avelaneira'!

Vale a pena a pesquisa :)

Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Bem, Isamar', sempre nos tratámos por tu!? Das coisas boas que a blogosfera tem!

Foi a forma que senti próxima de mim, em mais esta data, já que não me canso de escrever sobre Pessoa!

E claro! De ler Pessoa! E com tanta poesia e escritos que têm vindo a ser publicados... e há quem afirme que muito mais há!

Como é possível que tenha ficado tanto tempo assim, quase 'desconhecida' uma obra tão vasta!

Um beijo fraterno

Fragmentos Culturais said...

Não duvido, Isabel! O vídeo está muito bom! E Clara Ferreira Alves é uma excelente interlocutora! Ela que esteve à frente da Casa Pessoa!

É mesma essa a interrogação maior e que acabei de referenciar na resposta-comentário a 'Isamar'!

Como foi possível passar num quase 'anonimato' em tempo de vida!?

Agradeço sensibilizada a sua alusão ao comentário que me deixou em 'Luz de África' e que fui de imediato ler, mal vi aqui o seu pedido.

Voltarei brevemente!
Um grande abraço,

Fragmentos Culturais said...

... pois para mim é o seu ortónimo, Bernardo Soares!

Mas, ultimamente, tenho lido muita poesia que tem vindo a ser publicada! E muita me agrada!

Pessoa, no entanto, não é todo consentâneo, como tu próprio referes. Vítor!

É nisso que a sensibilidade de cada um dos seus leitores se diferencia...

'... que foi com Álvaro de Campos que recuperei a voz em terapia da voz.' - sofreste algum problema de saúde? Meus votos sinceros, se assim aconteceu, que tenhas ultrapassado tudo!

Um beijo

Fragmentos Culturais said...

... e para mim, é sempre tão bom ler-te por aqui, Daniel!

De nada! Amizade não se agradece, mesmo 'virtual', retribui-se!

E eu estive muito perto de ti, em momentos tão difíceis... por acaso! Mas que me marcaram!

Em breve, volto à tua 'companhia' no blogue. Nosso ponto de encontro!

Um beijo,