Sunday, February 17, 2019

Vêm aí os Oscars ! Filmes a não perder !






credits: Oscars 2019
https://oscar.go.com/

Estão aí os Oscars! Depois dos Golden Globes e dos Bafta, eis que surgem os Oscars e a sua 91ª Cerimónia no próximo domingo, 24 Fevereiro 2019.




Glen Close/ Lady Gaga/ Rami Malek
Golden Globes 2019

Filmes? Já alguns foram galardoados, bem como actores e actrizes. Vi os três filmes em que estes actores aparecem como intérpretes principaisThe Wife (2017); A Star is Born (2018) e Bohemian Rhapsody, (2019).






Destaco sem hesitação Rami Malek em Bohemian Rhapsody - fabuloso! A reincarnação de Freddie Mercury. E Glen Close em The Wife. Lady Gaga, à altura da sua fama como pop star. Sem dúvida. É fabulosa. Como actriz, nem tanto.





A Star is Born
Bradley Cooper, 2018

Por muito que se critique a veracidade ou não de alguns factos em Bohemian Rhapsody, ninguém pode negar a a autenticidade da interpretação de Rami Malek! É como ter de novo Fred Mercury à nossa frente e assistir a um dos concertos dos Queen.  Sim, o filme é quase um concerto dos Queen. Para quem gosta desta banda. Eu gosto. Mas Com Freddie Mercury.







Outros foram esquecidos. Filmes sem nomeações. Destaco sem qualquer sombra de dúvida Ben is Back (2018) com Julia Robert e Lucas Hedges (19 anos). Interpretações inesquecíveis, intensas, autênticas. Uma falha nas nomeações de todas as cerimónias.

"Peter Hedges has crafted a juicy role for his Oscar-nominated son Lucas as a young addict who skips rehab for the holidays, but it's Julia Roberts’ performance as his worried-sick mother that steals the show."

Peter Debruge, Variety






Fez parte da selecção oficial do Toronto International Film Festival 2018. Um drama que Peter Hedges escolhe desenrolar em 24 horas, intensificando a tensão e o desafio difícil para um contador de histórias.

Para quem gosta de cinema, esta é uma das sugestões que deixo. E que não faz parte dos Oscars

Deixo então outras sugestões de cariz pessoal, ressalvo.

Gosto de filmes baseados em factos reais, independentemente de serem ou não 'romanceados'. Um realizador é sempre um leitor, e como tal um contador de histórias. Então, sugiro quatro filmes:





The Mule
Clint Eastwood, 2018

Correio de Droga (The Mule, 2018) de e com Clint Eastwood. Baseado história verdadeira sobre o cartel de drogas dos anos 90. O Correio (mule em inglês) era Leo Sharp, 87 anos, veterano da Segunda Guerra Mundial, condecorado com Medalha de Bronze, um herói nacional e um horticultor internacional galardoado. De um momento para o outro, viu-se numa 'profissão' que não era a sua, para satisfazer algumas necessidades pessoais e familiares.

Clint Eastwood em grande forma aos 88 anos. Intérprete e realizador, um drama intenso e perturbante. Um subtil retrato também das zonas mais esquecidas da América profunda. Como sempre, uma banda sonora óptima em que predomina o jazz.
Como é possível esquecer Correio da Droga em qualquer um dos grandes prémios? Clint Eastwood é Clint Eastwood!
"Clint Eastwood's Directing Style and His Classic Cartoon Impersonation."
"Um grande come-back de Clint Eastwood, na história de um homem no caminho da redenção."
Luís Miguel Oliveira, Ípsilon
"Eastwood treats Sharp as a sort of antihero, a regret-stricken man struggling to get out of the business, caught while making one last run."

New York Times




Green Book
Peter Farrelly, 2018

Com base numa amizade verdadeira e uma banda sonora fabulosa, jazz e um pouco de clássica, Green Book, já galardoado, está na corrida para os Oscars  nas categorias de Melhor Filme e Melhores Actores. já recebeu o National Board of Review award de Melhor Filme do Ano e o People’s Choice Award no Toronto Film Festival.

Realizado por Peter Farrelly, Green Book tem como actores Mahershala Ali e Viggo Mortensen nas personagens de pianista afro-americano - Don Shirley - e seu motorista/guarda-costas italiano-americano, viajando em tournée, pelo sul da América ainda sob a lei do apartheid. Green Book era o livro-guia considerado essencial para viajantes afro-americanos nos estados do Sul dos EUA durante a era de Jim Crow






Pintor e cineasta, Julian Schnabel, o mesmo do belíssimo filme O Escafandro e a Borboleta (2007)assina À Porta da Eternidade - At Eternity's Gate (2018) - evocação da tragédia íntima de Vincent van Gogh, particularmente os seus anos finais. Um dos meus pintores mais queridos.

Willem Dafoe, também ele um dos meus favoritos, tem neste filme mais uma das suas grandes interpretações como Van Gogh. Está na corrida para o Oscar de Melhor Actor. Imprescindível!




Vice
Adam McKay, 2018

Ah! Também na corrida de Melhor Filme e Melhor Actor está Vice e seu grande protagonista Christian Bayle, este eleito Melhor Actor nos Golden GlobesFilme com numerosos prémios. E oito nomeações para  91st Academy Awards

Vi ontem. A história real de Dick Chain que exerceu grande poder como Vice-Presidente de George W. Bush e alterou, na sombra, o pais e o mundo, de um modo que ainda hoje nos afecta.

Em laia de documentário político-histórico, apresenta quase no final imagens reais de grande crueldade. Muitas delas muito dramáticas.

Christian Bale! Um dos melhores actores da actualidade. Já nos habituou.

Filmes que ainda não vi: Roma, The Favourite, Mary Queen of Scots

Vamos aguardar a cerimónia dos Oscars e ver o que ela nos reserva!

G-S

Fragmentos Culturais 

17.02.2019
Copyright © 2019-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com® 


2 comments:

AFlores said...

Na minha lista, sem dúvida alguma.
Tudo de bom.

GS said...

Um pouco decepcionante a cerimónia... talvez pelo streaming ! E ausência daqueles actores que nós gostamos.


Tudo de bom !