Monday, April 25, 2016

Falemos da Literatura & de outras Artes



William Shakespeare 1564-2016

"No legacy is so rich as honesty." 

William Shakespeare, All's Well That Ends Well

Celebrou a 23 Abril o Dia Internacional do Livro e dos Direitos de AutorE no Dia Internacional do Livro e dos Direitos de Autor, que celebrámos há dois dias, incluimo-nos todos um pouco. Na nossa peculiar qualidade de amadores de livros. E humildes artífices da nobre arte da escrita.

Dia Internacional do Livro é um dia sagrado para os amadores de livros? Em parte, apenas, já que todos nós que gostamos de ler, festejamos os livros todos os livros. Como? Lendo.



Prince 1958-2016

Bem, lê-se muito nos media e redes sociais Enough 2016! pois este ano parece estar a ser o mais mortífero para os famosos - músicos, actores, realizadores, escritores.
"We are only four months in, but it's already been a dark, dark 2016. It now seems rare for a week to pass without a significant celebrity death being reported - from David Bowie in the second week of January, to actor Alan Rickman a week later, to comedian Victoria Wood and Prince this week."
BBC, Why so many celebreties have died in 2016

Mas por que não falar de personalidades tão importantes do mundo das Letras, como Umberto Eco ou Harper Lee? Bem, compreendo. BBC é para os ingleses. Os media referem famosos de todas as nacionalidades. 



Harper Lee 1926-2016
To Kill a Mockingbird
Nelle Harper Lee, mais conhecida por Harper Lee, é uma escritora norte-americana, famosa pelo seu livro To Kill a Mockingbird, publicado em 1960, traduzido em português Mataram a Cotovia.





Mataram a Cotovia
Haper Lee
Relógio d'Água

Prémio Pulitzer 1961, é um marco na história da literatura, sendo considerado por muitos críticos, uma das obras mais importantes já publicadas. Deste modo, voltamos aos livros, tema central desta postagem.



Umberto Eco
credits: Getty Images

Eco. Umberto Eco: Morte do mais letrado dos sonhadores? Umberto semiólogo, filósofo, linguista, professor universitário, jornalista e escritor.

23 de Abril de 1616 é uma data ligada a dois dos maiores escritores da literatura europeia. dia da morte de William Shakespeare e Miguel de Cervantes? Não, Cervantes morreu a 22 Abril. 

Mas estas datas não concidem com a realidade. A Inglaterra ainda não seguia o calendário gregoriano e, por isso, o dia em que Shakespeare morreu era o dia 23 de Abril no país, tal como o dia em que Cervantes morreu era o dia 23 de Abril aqui para este lado da Península.



Miguel de Cervantes
“Too much sanity may be madness and the maddest of all, to see life as it is and not as it should be.”
Miguel de Cervantes, b. 29 September 1547

Celebram os dois, em 2016, 400 anos. Assim, o mundo da letras presta tributo com Shakespeare 400 e 400 Cervantes. No ano, são completamente coincidentes. Muitas as actividades no Reino Unido e em Espanha. Mas também por todo o mundo. São dois dos maiores vultos da história da literatura mundial.


Vergílio Ferreira 1916-2016

Ah, mas em Portugal, 2016 é também ano de celebrar dois grandes escritores portugueses: Centenário do nascimento de Vergílo Ferreira (1916-1996) e Centenário da morte de Mário de Sá-Carneiro (1890-1916) que se inicia oficialmente amanhã, dia 26 Abril, dia da sua morte, na Biblioteca Nacional.



 Mário de Sá-Carneiro 1890-1916

No Porto, o filme Conversa Acabada, de João Botelho, será exibido amanhã, dia 26 Abril, na Biblioteca Municipal Almeida Garrettdia que marca o dia da morte do poeta modernista.

O filme aborda a amizade entre Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro. A sessão de cinema tem entrada livre, pelas 21:30 horas.


Conversa Acabada
João Botelho, 1981

O filme-documentário segue Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro à medida que os dois maiores nomes do modernismo português “reinventam a língua e o modo de dizer”.

"Um rebenta a solidão no fogo dos heterónimos que lhe permitem prolongar a existência; o outro despedaça o corpo e a própria vida na vertigem dispersa de poemas e novelas."

O filme inspira-se nessa amizade e na correspondência que os dois grandes poetas do Modernismo português trocaram entre si, até a
o suicídio de Mário de Sá-Carneiro, em Paris, num quarto de hotel, a 26 de abril de 1916.

A apresentação estará a cargo de João Botelho e do escritor Sousa Dias.

Um pouco mais de sol - eu era brasa, /Um pouco mais de azul - eu era além. /Para atingir, faltou-me um golpe d'asa... /Se ao menos eu permanecesse àquem... 
(...)

Num impeto difuso de quebranto, /Tudo encetei e nada possuí... /Hoje, de mim, só resta o desencanto /Das coisas que beijei mas não vivi... (...)

Mário de Sá-Carneiro, Quási (excerto)

G-S
Fragmentos Culturais 

25.04.2016
Copyright © 2016-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


1 comment:

Suzete Brainer said...

O Sá Carneiro é uma raridade, a sua poética é de uma beleza singular
e originalidade atemporal.
Assim, também com a grandiosidade poética do Pessoa.
Amo e sou apaixonada pela poesia, nela existe uma possibilidade
de construir, transgredir e transcender a linguagem de forma
única e encantadora. O Freud já dizia que nunca foi a nenhum lugar
que o Poeta não tenha indo antes.
A essência da poesia se encontra na linguagem poética da inspiração
e não simplesmente numa estrutura formal, acumulando palavras sem
nenhuma existência de significantes e significados poéticos.
Existem pessoas que escrevem textos com a linguagem poética
e são poetas.
Existem "poetas" que escrevem poemas que nem textos são.
Sei que sou crítica e exigente, mas eu amo a Poesia e
assim é uma forma de preservar a sua essência...rss
Ao meu olhar (que não é especialista, deixo claro e sim
leitora...rss) os teus textos têm a linguagem poética
e nos convida assimilar todo o conteúdo cultural abordado
e eu aprecio muito um espaço como o teu, raro e respira cultura
e arte de excelente bom gosto.

Não se preocupe de me visitar (claro que aprecio a tua presença...),
mas compreendo a questão do tempo, agora mesmo irei ficar aqui nesta
tua preciosa postagem e depois em outro momento volto a ler e
comentar a postagem mais recente, viu?...rss

Este meu comentário longo é consequência da riqueza da tua postagem...rss
Beijos, querida.