Thursday, February 24, 2011

Nova Zelândia




 Foto/NZPA, David Wethey/ AP 
NEW ZEALAND OUT, NO ARCHIVES, NO SALES




Foto: AP




«Não sabemos onde jazem esses corpos

que o divino dispersa. Um olhar avistou-os, na

distracção da vida; e logo regressou à angústia terrestre,
somando lutos a partir de suspiros...»


Nuno Júdice, Cântico (fragmento), 2001
in Cartografia de Emoções, Publicações Dom Quixote



Foto: M.S. (privada)

Pode apoiar a Nova Zelândia, via Facebook ou Twitter. A campanha tem como símbolo uma rosa amarela.

G-S

Fragmentos de dor, 76 mortos, mais de 300 pessoas desaparecidas...
24.02.2011


12 comments:

Daniel Silva (Lobinho) said...

Tornamo-nos co-responsáveis pela desgraça alheia neste desenfreado consumismo em regras éticas que nao apenas não pensa na gerações futuras como nao pensa em si mesmo. E embora nem todas as causas sejam fruto da ambição humana, todos os grandes dramas passam pela acção individual em mitigar o sofrimento, moral e materialmente.

A Madeira, o Sudão, as famílias carenciadas portuguesas envergonhadas em pedir, a Nova Zelândia.

O mundo é feito desta responsabilidade pessoal e colectiva que tardo em ver sobretudo a nível político.

Um beijo amigo

mfc said...

A dor ´permanece... sem hiatos!

Lilá(s) said...

Assustador...
Bjs

Avelaneira Florida said...

"Fragmentos"

à precariedade da vida humana só podemos responder com a força solidária!!!

Força para todos os que neste momento
se sentem tão vulneráveis!


Bjos para ti!

Cata- Vento said...

A solidariedade vence todas as barreiras. O ano passado a catástrofe do Haiti originou uma onda solidária sem limites. Façamos agora o mesmo.

Bem-hajas pela divulgação.

Beijinhos

pinguim said...

Um sismo é um fenómeno natural terrível e sempre lamentável pelas perdas materiais e sobretudo humanas.
Mas confesso que me custa aceitar que haja alguma culpabilidade humana neste tipo de fenómenos.
Qualquer dia vamos começar a acreditar que são castigos de Deus para os pecados dos homens...(ora valha-me Deus!)

Fragmentos Culturais said...

... como sinto s tuas palavras, Daniel!
Afinal, num mundo tão elencado, impossível resistir à dor de acontecimentos tão trágicos!

E acabo de ler na CBCNews que um novo sismo se fez sentir hoje na tão martirizada cidade Christchurch :(

Sim, tantas noites frias, sem abrigo para tantas pessoas, lá como cá...

A ambição humana por um lado, a força incontrolável da Natureza, dois aspectos antagónicos mas que estão a unir muitas pessoas numa acção de voluntariado em crescimento.
Será uma pequena gota, mas é uma gota a juntar-se a outra gota e a outra gota...

Muito obrigada pela tua presença fraterna querido amigo!

Um beijo

Fragmentos Culturais said...

... permanece, ´mfc'! A dor é imensa! E de novo se abate...

Fragmentos Culturais said...

... mais assustador se torna, ao sabermos que se repete...

Um beijo, 'lilá(s)

Fragmentos Culturais said...

... é sem dúvida o único sentimento imparável: a solidariedade! Imenso!

Um beijo, 'Avelaneira'!
(é bom sentir-te de volta, querida amiga)

Fragmentos Culturais said...

A solidariedade é o sentimento mais nobre da Humanidade! O único que apazigua o sofrimento.

Mas perante a morte de familiares, a dor é profunda e aí... mais difícil!

O Haiti continua a ser um 'caos' passado um ano, apesar da enorme onda que despertou :(

E agora a Nova Zelândia que repete a tragédia!

E o pais, o nosso, com tanta gente sem lar, nem comida :(

Um beijo amigo, 'cata-vento'!

Fragmentos Culturais said...

'um sismo é um fenómeno natural terrível e sempre lamentável pelas perdas materiais e sobretudo humanas.' - é sim 'pinguim!

A culpabilidade humana tem a ver com industrialização desenfreada, onde a ética está sempre ausente!

' Qualquer dia vamos começar a acreditar que são castigos de Deus para os pecados dos homens...' - Não, não vou por aí!

Sabes que a minha 'visão' e filosofia de vida, bem explícitas neste espaço, não vão por ai...

Sempre um prazer ler-te por aqui!