Friday, April 2, 2010

Introspecção






Two o Swords
Tarot

David Mckean


Há quem afirme que o ser humano não tem limites porque a dor é psicológica e a nossa vontade maior, leva-nos a ultrapassar o nosso próprio limite!


Mas há tantos instantes em que sentimos o peso desse limite! E parámos! Exaustos, vencidos. A desmotivação instala-se... e vai afundando, bem devagar!


Até que em momento inesperado, não sei como, não sei quando, o nosso eu munido da sua imensa temperança ressurge, e avançamos... em passo inseguro, em passo incerto, mas avançamos. 


E avançamos munidos da consciência do nosso eu, até ao esboçar do sorriso, a vontade franca de aspirar o mundo!

Deitamos fora o que não serve, os nãos... os ses... reerguemos a cabeça, e de um olhar afoito, límpido, tranquilo, voltamos o olhar o Universo! E pronunciamos bem baixinho:

Aqui estou!


Possa uma multidão de outras oferendas,
e nuvens de arrebatadora e doce melodia
que alivia a dor dos seres vivos,
surgir e constantemente permanecer!



Shantideva*

Fragmentos Culturais


(introspecção de Páscoa)


02.04.2010
Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®  



  Licença Creative Commons 

* União Budista Portuguesa (Lisboa)

31 comments:

Sonia Schmorantz said...

Páscoa...
É ser capaz de mudar,
É partilhar a vida na esperança,
É lutar para vencer toda sorte de sofrimento.
É ajudar mais gente a ser gente,
É viver em constante libertação,
É crer na vida que vence a morte.
É dizer sim ao amor e à vida,
É investir na fraternidade,
É lutar por um mundo melhor,
É vivenciar a solidariedade.
É renascimento, é recomeço,
É uma nova chance para melhorarmos
as coisas que não gostamos em nós,
Para sermos mais felizes por conhecermos
a nós mesmos mais um pouquinho.
É vermos que hoje...
somos melhores do que fomos ontem.
Feliz Páscoa!
Um abraço

APRIL 2, 2010 7:55 AM

Gonçalo said...

Sinto-te tão bem! Até já escreves com maior regularidade. Continua que eu gosto :)

Beijinhos grandes***

Rosemeri Sirnes said...

Linda demais essa mensagem. Eu fiquei tentando buscar uma frase da Virginia Woolf que me fugiu e não apareceu, mas que é belíssima.Deixa a minha então: não deve ser por acaso que o dia termine pra nascer de novo, algumas vezes até mais radiante.

Beijos

Avelaneira Florida said...

Fragmentos,

só dentro do mais fundo de nós encontramos força para voltar a subir ao mais alto!
E a vida já me ensinou isso muito claramente!
Força!!!!
Raise up!!!!!

Bj.

ana said...

Lindo, o que escreveste!
Lindo! :)
beijinho e boa páscoa :)

ana said...

PS - fui espreitar o site do Dave Mackean! UAU!! Bom demais! Brilhante! Thanks!!! ;)

Cata- Vento said...

Bem-hajas, amiga, pela mensagem que aqui deixaste.Num momento em que me escasseia o ânimo ler estas palavras talvez essa força motriz que há muito me é parca seja impelida a reactivar-se.
Um muito, muito obrigada pela tua presença no cata-vento.

Beijinhos

Raquel said...

Por isso se diz que é na dor que se cresce. Eu cresci as custas dela e também acho que o ser humano é muito mais forte do que imagina.

Boa Pascoa. Beijinhos. :)

Gonçalo said...

Uma Páscoa feliz e um beijinho para TI!

:)

Silvana Nunes .'. said...

Bom dia.
Peço desculpas pela minha ausência no seu espaço, mas estou sem computador, tive que vender.
E como estou sem computador, aproveito para filar o notebook de minha filha, já que ela está por aqui hohe.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... aproveita para para desejar à você e toda sua família, uma FELIZ PÁSCOA.
Beijo grande.
Saudações Educacionais !

Lilá(s) said...

Bela mensagem! e vida é assim levanta cai...
Bjs

Susaninha said...

Minha querida G:)
Grande verdade..
Muitas vezes me sinto assim:)
A DESMOTIVAR E NÃO SEI COMO AVANÇO COM GARRA.
Até já pensei será que sou louca?
Mas se for é saudavel , porque vou tendo FORÇAS:):):)
E sabes uma coisa minha linda G.:
Aqui estou também:):)
E espero estar muitas vezes contigo...e dizer-te aqui estou:)

Uma Pascoa feliz e muita dociiiiinha com muitos SUUUUrrisinhos:)

Fragmentos Culturais said...

... nem sei como agradecer tão bonito texto poético, Sonia!
Uma mensagem profunda em tempos de renovação/introspecção!

Continuação de Feliz Páscoa!
Abraço,

Fragmentos Culturais said...

... sempre fui muito irregular a escrever, Gonçalo! E nem sempre passou por estados d'alma...

Esta introspecção brotou quase que espontaneamente, depois de visitar o espaço do Daniel... o seu 'cuidado familiar' trouxe-me de volta o sofrimento humano daqueles de quem mais gostamos.

E senti um íntimo desejo de o apoiar pela escrita da sensilidade!

Mas, este espaço é de paisagens estéticas!
Houve tempos em que escrevia bastante! Mas, tempos há que não sinto vontade de o fazer!
E depois nunca fui de escrever diariamente :)

Beijinho grande*

Fragmentos Culturais said...

Adorei suma mensagem, Rosemeri! Linda também!

Gosto dessa ideia de o dia nascer de novo ... 'até mais radiante'!

Acabou por me transmitir mais por ser sua! Embora, eu aprecie imenso Virgínia Woolf!

Beijos

Fragmentos Culturais said...

... é verdade, sim, 'Avelaneira'! Mas cada um de nós tem o seu ritmo... o seu tempo...

Eu sei, eu sei, como já sentiste esse força interior!

Sempre amistosa! Sensibilizada!
Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

... como já escrevi no comentário-resposta a Gonçalo, esta introspecção passou pelo momento menos tranquilo de Daniel :(

Brotou-me assim, como que monologa...

Beijinho grande, Ana :)

Fragmentos Culturais said...

P.S. Fizeste tu muito bem, Ana ;)

Dave Mckean é fantástico! E quanta criatividade!!
Tem trabalhos interessantíssimos!

Há algum tempo que o descobri... e como podes ver o logótipo identificador do meu espaço é de sua autoria! Desde o primeiro instante...

Ainda bem que gostaste :)

Fragmentos Culturais said...

... fiquei apreensiva 'Cata-Vento' com a tua mensagem :(
Soou-me a abrolhos de vida, que não estava habituada a 'ouvir' de ti...

Gostaria de sentir que a tua força motriz te traz de volta o sorriso e os ventos soltos.

'O vento faz girar o catavento, mas a torre não.' - diz o adágio popular.

Assim, te quero eu ler, sempre... amiga 'Cata-Vento'!

Um beijo fraterno,

Celisol said...

Gritar baixinho: Aqui estou!
Gritar bel alto: Aqui sou!
Depois de aspirar o mundo vem a tranquilidade nos sorrisos.
Adorei a introspecção.
Beijinhos

Fragmentos Culturais said...

... muito brevemente voltarei para continuar a responder a todos!

Me perdoem! Mas esta semana começou agitada...

Fragmentos Culturais said...

... é na dor que nos conhecemos por inteiro, Raquel! Sim, é verdade!

Beijinho grande :)

Agradeço os votos de Páscoa! E retribuindo, espero que a tua Páscoa tenha sido muito doce!

Fragmentos Culturais said...

Errata [resposta a Rosemeri] - 'Adorei sua mensagem...'
:)

Fragmentos Culturais said...

Errata [resposta a Ana] - '... como quem monologa...'
O sono é o que dá :)

Fragmentos Culturais said...

Muito sensibilizada, Gonçalo!

Espero que a tua Páscoa tenha sido doce, também!

Beijinho retribuído :)

Fragmentos Culturais said...

Foi um prazer lê-la Silvana! E ainda mais 'filando' o notebook de seu filha! Sinal que ela estava por perto :)

Retribuo sensibilizada os votos de Feliz Páscoa em ambiente de família!

Um beijo fraterno,

Fragmentos Culturais said...

... a vida é esse constante sobressalto, 'Lilá(s)'!

Um beijo

Fragmentos Culturais said...

... tu tens uma garra muito própria querida Susaninha! E nunca desmotivarás, tenho a certeza, porque tens anjos lindos sempre por perto...

Tu? A tua 'loucura' é tão saudável que só dá vontade de seguir ;)

Pois eu gostaria que andasses muitas vezes por aqui!

Muito sensibilizada pela ternura e afectividade!

Que a tua Páscoa tenha sido muito doce, também!

Beijinho grande,

Fragmentos Culturais said...

... também eu adorei ler-te por aqui, 'Celisol'!

Beijinhos

izzie said...

[Um bocadinho fora de tempo... mas aqui!]

Temos sempre os nossos momentos... chamemos-lhe circulo, roda. Por alguma coisa a Vida é representada pela forma geométrica que, de forma suave, não acaba, não ter cortes abruptos, nem ângulos que magoam.
Porquê?
Porque mesmo quando é dor que sentimos, quando é força que falta... um detalhe, uma palavra, uma memória, um pormenor... podem funcionar como água no moínho ou brisa na hélice.

Gostei verdadeiramente deste texto.

Um beijinho grande,

Fragmentos Culturais said...

[O tempo não tem tempo(s)... Izzie!]


Em termos de tarot zen, o que falas, chama-se 'Maturidade'! Arranjaste a tua própria definição que é linda!

Muito obrigada pelas palavras sensíveis!

Beijinho grande,