Sunday, March 28, 2010

Tempos Soltos




Untitled | Amadeo de Souza-Cardoso
Porquê, afinal ? Porque de tempos a tempos há coisas que me tocam. Ainda.

Eduardo Prado Coelho, Tudo o que não escrevi,

Diário I, Edições Asa, 1992

E Março adentrou-se! Fresco, brumoso, entre nuvens desorientadas cinza-pardo num céu de adamastor furioso! Verdadeiro Março. Estações que se baralham, destemperadas e avulsas.



Tarot The World


Um fio de paixão pela escrita recomeça a emaranhar-se nestes dedos tão inquietos quanto o ritmado e fulgente pensamento!

Mãos que poisaram mansamente em fins de tardes frias com saudades dos sabores a maresia e brilho azul-prata. Tempos esparsos de acalmias, percorrendo pausadamente as folhas de alguns dos livros que acompanharam meus lugares de interioridades.


Escolho o livro como uma carícia silenciosa, a gesta da reconciliação com o mundo: desejo de fluidez, de ternura que se entorna num gesto desajeitado, esforço para reconduzir a alegria a este rosto encostado à tristeza como a um vidro de aquário.

Eduardo Prado CoelhoTudo o que não escrevi, 
Diário I, Edições Asa, 1992, pág 23

Um acontecimento me tocou nestes tempos soltos de uma anunciada primavera! Um encontro inesperado colheu-me ontem, à noite, com um gesto de suavidade. 


Alegrias e tormentas desvanecidas se mesclaram em momentos ímpares, trazendo-me a realidade de seres autênticos, num olhar bem atento, amistoso e introspectivo.

Dias perfeitos, redondos como pedras, nítidos, coincidentes, plenos, drapejados. Contudo nada foi tão perfeito como a relação contigo: um braço sobre os ombros, a mão nos cabelos, a sabedoria da amizade, o afecto infinito. Talvez eu ainda não estivesse preparado para uma tal exigência. Mas pouco a pouco percebi que havia um encontro inadiável.

Eduardo Prado CoelhoTudo o que não escrevi, Diário I

Edições Asa, 1992, pág 24

Hoje, o dia esteve lindo! Lá longe o sol poente em contraponto com o mar apenas adivinhado pelas cores quentes de um firmamento que, de mansinho, se vai mostrando conciliador.

Com o final de tarde a abater-se nas vidraças luminosas e bem temperadas, eu espraio meu olhar na imensidão do horizonte, tranquilo, acolhedor, de tonalidades finalmente azul-claro! Fragrâncias aspiradas de uma nova estação se adivinham. Já chegou a Primavera?

A um grupo muito especial  

G-S

Fragmentos Culturais


28.03.2010

Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®    


Licença Creative Commons

*A um grupo muito especial

26 comments:

Avelaneira Florida said...

E que sejam assim os dias. De descoberta. De intenso sentir. De nova estação!!!!
Toda a FORÇA!!!!
Beijo.

DoceSussurro said...

Tão bom!
Finalmente chegaram os dias grandes!! O Sol que começa a aquecer nos de verdade!

E ontem, um momento mt especial, de facto! ;))

Beijinho*

Rosemeri Sirnes said...

Adorei os "tempos soltos" ainda não os conhecia. Um amigo me disse hoje que eu vivo em um mundo muito romântico, perceber que eu não estou sozinha, me salva a ludicez.

Beijo grande

Gonçalo said...

Eu avisei que a noite de 27 de Março seria a primeira grande festa da Primavera. As emoções reinantes auguram uma Primavera cheia de flores e um Verão cheio de frutos. A natureza é perfeita!

Um beijinho grande para ti e obrigada pela classe com que respiras!

:)

Raquel said...

Que bom ler-vos, ouvir-vos e conhecer-vos.
Adorei!

Beijinho grande Gi.

Lilá(s) said...

Por aqui respiro "Fragrâncias" primaveris! que bom chegou mesmo a Primavera.
Como sempre boas leituras neste espaço.
Bj

ana said...

Encontrei-te! De todos foste a mais dificil de descobrir! Mas já tás aqui, e eu tou a escrever para agradecer os momentos, as conversas do jantar, e a motivação. Decidi continuar mm o blogue! Vamos a ver o que é que sai. Mas é bom saber que o que leio aqui tem uma cara, acalma-me! Adorei o que escreves! Beijinho!

Celisol said...

E como eu gosto também, e tantas vezes o faço, repousar o olhar nos horizontes, sejam eles pintados de primavera ou de frio e duro inverno.

Beijinhos

Susaninha said...

G. gostei tanto de te conhecer...
Tantas emoções num simlpes jantar.
É destes momentos que vivemos e somos felizes não achas???

Escreves tão bem...
És a menina da cultura e eu sou se calhar sou a menina dos sorrisos, até pode parecer que temos dois caminhos diferentes...
Mas não temos...
TEMSO A ESSENCIA DA AMIZADE...
Isso sente-se:)

Um xiiii especial para ti:)

Fragmentos Culturais said...

... sempre tão atenta e amistosa, 'Avelaneira'! Sensibilizada!

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

Sim, mesmo bom 'Doce Sussurro!
Eu adoro esta mudança de hora primaveril!
Tudo ganha mais sabor! As tonalidades, os aromas, o sol... bem! O sol continua tão arredio :(

... de facto! Grande alquimia entre os presentes!

Beijinho afectuoso,

Fragmentos Culturais said...

... verdade, Rosemeri! Raramente faço uma escrita intimista neste espaço!

Mas, este domingo, 'apeteceu-me'! E sentada ao computador, os dedos foram-se soltando :)

O dia estava lindo! O sol, as cores do firmamento batiam em cheio no meu olhar! E convidaram-me a uma escrita mais introspectiva!

Além disso, havia 'amigos' a quem devia essa interioridade, não por obrigação, mas por sintonia...

Não sei se vivo num mundo romântico, tenho sérias dúvidas :)
Mas que os livros, a música e certas 'paisagens humanas' me fazem ver um universo por vezes diferente, sim! Fazem!

Lucidez? Sempre! Mas a lucidez faz-se de pequenas e sãs loucuras ;)

Beijo grande,

Fragmentos Culturais said...

... não me lembro do 'aviso', Gonçalo:)

A Natureza é sempre perfeita! Apenas os Homens gostam de se fazer deuses, e numa feira de vaidades mundial, dão-lhe [à Natureza] tons imperfeitos, por vezes :(

Tens razão! A Primavera é uma das minhas estações preferidas... a seguir ao Verão! As duas têm cambiantes diferentes, mas são lindas! E tão acolhedoras!
E depois há as fragrâncias...

Toda a luminosidade vem da alma, certo?!
:)

Beijinho grande,

Fragmentos Culturais said...

'Chocolate'... eu senti-me lindamente!
;)

Beijinho grande,

Fragmentos Culturais said...

... pois, naquele dia, respiravam-se fragrâncias primaveris 'Lilá(s)'!

A temperatura antecipava a Primavera, sempre tão adiada, este ano!
E a luminosidade, as tonalidades pastel, deram leveza ao meu pensamento... mas desde ontem que o frio e a chuva se arrependeram, e voltaram, só para contrariar.

Eduardo Prado Coelho ilustrou na perfeição o texto que surgiu, tão inesperadamente!

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

Ana! Que bom ler-te por aqui :)

Agradecer?! O quê?! O que somos? O que deixamos que vislumbrem em nós?

Ah! A motivação, sim! Só o prazer de podermos continuar a conversar...

Vai sair tudo bem! Uma menina tão criativa!

Nisso, te dou razão! A escrita ter cara! E transporta a essência das pessoas!
Daí que sintas essa acalmia! A amizade é do sentimentos mais nobres... falámos disso, um pouco!

E de tantas outras coisas!

Fico feliz se gostas do que escrevo! Sinal que podes voltar, certo ;)

Beijinho grande,

Fragmentos Culturais said...

... pois eu gosto essencialmente dos horizontes alargados, os mais luminosos, acolhedores, 'Celisol'!

Os horizontes de inverno são curtos, pardacentos, transportam tristeza! E cortam a imensidão do ser...

Beijinho grande,

Gonçalo said...

Não tenho dúvidas que existem pessoas especiais. Quero continuar a conhecê-las, ajudas-me?

:)

Um beijinho*;)

Fragmentos Culturais said...

Também eu, 'Susaninha', também eu!
:)

Acho sim! A a vida é mesmo feita de momentos especiais que guardámos na nossa 'memória poética'!

Não sei se sou 'a menina da cultura', mas escrevo sobre os fragmentos da estética dos sentires, que me fazem viver no dia-a-dia das rotinas e das coisas menos belas!
Será uma fuga?!?

Mas tu sim! És a 'menina dos sorrisos' ;)

Não senti que tivéssemos caminhos diferentes, pelo contrário temos 'um passado' muito semelhante...
E claro! Tu mesma escreveste! Temos a amizade, na sua essência maior!

Um xi bem especial para ti, também!

Eli said...

Aqui respira-se cultura e poesia. É um prazer fazer parte de um acolhimento tão especial. Quando nada esperamos de quem tão pouco coonhecemos, os sorrisos tornam-se maiores e as palavras ganham a forma da cumplicidade.

:)

Fragmentos Culturais said...

... verdade Gonçalo! Existem mesmo pessoas especiais, sensibilidades lindas! Muitas vezes veladas... por mera auto-protecção!

Como posso ajudar-te? Só tu conheces as pessoas! Melhor do que eu...

Mas, sou sim! Sou/tenho um ouvido muito atento aos outros :)

Um beijinho
*

...hum! Andaste por aqui bem tarde! Quase que me apanhavas ;)

Fiquei a responder a todos quantos tiveram a sensibilidade de vir até a 'fragmentos'! Posso atrasar-me por vezes, mas nunca deixo de responder aos meus 'leitores/amigos'.

Fragmentos Culturais said...

Eli, como gostei de te ler !!

Aqui respiram-se fragmentos das coisas que me encantam, sob o ponto de vista estético! Adoro livros, adoro música (de quase todos os géneros, com maior incidência no jazz), adoro cinema, adoro a arte da criatividade que a natureza põe na mão dos Homens!

Sem dúvida! Sempre melhor partir do nada, sem expectativas, para se deixar surpreender e encantar com um pequeno sorriso, um olhar tranquilo, quase translúcido, uma palavra singela que poder tornar-se na pessoa mais especial que poderá marcar a diferença e levar à cumplicidade!

Foi muito bom conhecer-te, saber um pouco da tua interioridade!

Quem sabe se não voltarás?!

:)

Susaninha said...

SUUUUUUUUUUUUrrisinhos minha G. bonita:)

Fragmentos Culturais said...

... grande beijinho, Susaninha!

Uma mão cheia de ternura neste dia lindo de sol!

izzie said...

:)

Esta noite, estas pessoas, a dinâmica de grupo foi tão forte que a memória e os seus fragmentos únicos continuam e perduram no tempo. Criando sorrisos e bem-estar, como tudo o que é bom!

Obrigada Gi por te teres deixado levar pela surpresa, por teres uma Vanessa tão doce, por reconfortares com o olhar e fazeres viver e querer descobrir com as palavras.

Somos o início desta Primavera, a lmbrnça que o ol existe e que otempo, o "agora" tem tudo para ser perfeito.

Um beijinho grande de partilha,

Fragmentos Culturais said...

Foi tão bom estar entre vós naquela noite, 'Izzie'! E a Vanessa também adorou :)

Uma surpresa que o 'acaso' me fez! E como não há 'acasos'...

Belíssimos 'fragmentos' da partilha e amizade que se soltaram, naquela tarde de domingo!
O sol, a ternura, o final de tarde, trouxeram de volta as fragrâncias de todos, nessa noite especial!

Lindo fim-de-semana!
Beijinho grande**