Friday, March 8, 2013

Dia Internacional da Mulher 2013




Natacha Régnier: Peur



Mathilda May: Tabou



Sylvie Testud: Humiliation



Cécile Cassel: Désespoir

A fotógrafa Carole Mathieu Castelli expõe A Travers Elles sob o tema do Dia Internacional da Mulher uma série de fotografias pouco comum. 

Já em 2010, Catherine Cabrol mostrou as suas fotografias na exposição "Violence contre les femmes : le Parlement européen s’engage", que teve lugar no Parlamento Europeu. 

Depois do sucesso da sua primeira exposição de fotografias "Corporelles" a favor da associação "Enfants du Désert", Carole Mathieu Castelli prossegue o seu trabalho 'engagé' e artístico  com o projecto "À Travers Elles".
À Travers Elles é uma exposição engagée de fotos em que grandes actrizes interpretam o percurso de Mulheres Vítimas de Violência, a favor da Fédération Nationale Solidarité Femmes, réseau de associações empenhadas na luta contra a violência conjugal em França.
Outras emoções como Isolement, Résignation, Déclic ou Réslience fazem parte da exposição.

Num mundo onde 90% são homens, eis duas mulheres fotógrafas que se impõem pela estética da sua arte.

Meu tributo a mulheres vítimas de maus tratos.
G-S

Fragmentos Culturais

08.03.2013
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Créditos: Fotografia Carole Mathieu Castelli

Licença Creative Commons



16 comments:

Imaginário said...

Vim deixar um abraço e encontro esta bela postagem. Obrigado por compartilhar e nos lembrar de que se trata da memória de um dia de luta.
Gilson.

heretico said...

cultivo com gosto a minha "costela" feminina - amo as mulheres...

beijo

João Roque said...

A minha única evocação neste dia vai para o terrível problema da violêncoa doméstica.

manuela catarino said...

"Fragmentos" sempre atenta e solidária!

Não conhecia o trabalho destas fotografas...vou procurar saber mais!!!!

TUDO DE BOM!
MC

aflores said...

Partilho deste tributo.

Daniel C.da Silva (Lobinho) said...

AS fotografias estão soberbamente bem concebidas conseguindo uma delicadeza gigantesca para um acto brutal... Parabéns aos mentores...

um beijinho a ti. Grande

Hoje postei no fb katie meluah "The bit that i don't get"... nao sei porquê apetece-me oferecer-te...

Lilá(s) said...

Partilho contigo desse tributo.
Excelente post!
Bjs

Rafeiro Perfumado said...

Eu brindo ao momento em que este dia deixará de ser necessário...

Fragmentos Culturais said...

Esta exposição chamou-me muito a atenção! A evocação da violência suavizada pela estética.

Ainda se trata mesmo de um dia de luta :-(

Há causas que não devemos deixar de aderir, não é mesmo, Gilson!

Abraço

Fragmentos Culturais said...

Tão bom ver-te assumir essa tua 'costela' feminina!
Deves amar, mesmo :-)

Beijo, 'Herético',

Fragmentos Culturais said...

Sem dúvida, que é esse flagelo que me constrange, João!

Fragmentos Culturais said...

Sabia que irias gostar desta campanha tão carregada de simbologia(s)!
Gestos fortes como palavras.

E tu me conheces, 'MC'...

Tudo de bom!
(sempre me alegra muito ler-te)

Fragmentos Culturais said...

Eu sei, 'aflores'! Partilhar causas justas é nosso bem estar.

Fragmentos Culturais said...

Tens razão, Daniel! Nesta campanha, as fotografias têm uma simbólica e uma estética que ultrapassam o 'acto' da palavra.

Trata-se de uma mulher, a mentora fotógrafa!
Interessante este número de 90% de homens no mundo da Fotografia! Supus que a percentagem de mulheres fotógrafas fosse mais elevada...

Sabes que adoro a voz de Kate Melua, embora não a ouvisse há algum tempo! Mas fui ao YouTube em busca do tema que referiste! E fiquei muito sensibilizada pela lembrança!
Tem algo a ver comigo, sim...

Um beijinho,

Fragmentos Culturais said...

Partilhamos muitas coisas, 'Lilá(s)... e sei como compreendes este tributo!

Sensibilizada pelas palavras afectuosas!

Beijos,

Fragmentos Culturais said...

Junto-me a esse brinde, 'Rafeiro'...