Sunday, October 23, 2011

Terje Sorgjerd




TSO | Terje Sørgjerd 

https://fbcdn-sphotos-b-a.akamaihd.net/


Terje Sørgjerd é o fotógrafo mais conhecido mundialmente. Decerto lembra Visão Perfeita do Universo ou já se cruzou com as suas obras na Internet.

Desta vez, Terje Sørgjerd dedica a sua arte  ao tema Água. Filmado em Agosto 2011, é a sua visão dos fiordes situados na parte ocidental da Noruega, seu país.

O tema musical? Todos o reconhecemos de imediato. Moonlight Sonata (excerto) de Beethoven, aqui interpretado por Marika Takeuchi, uma amiga. Foi escolha de Terje Sørgjerd que o considerou perfeito para este filme.


The Water from TSO Photography on Vimeo.


"This is my interpretation of the fjord landscape in western Norway. Having spent countless days here, I really enjoy even the smallest parts of this landscape. Like hidden streams or dwarfish waterfalls outside of the beaten track that offer a great deal of solitude."


Visite a página oficial de Terje Sørgjerd ou subscreva TSO Terje Sorgierd no Facebook


O tema de Terje Sørgjerd inspirar-nos-à nesta noite de invernia numa fuga visual de intensa beleza.


G-S

Fragmentos Culturais

16.05.2011
Copyright © 2011-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

(formato web 2.0)

Créditos: video Terje Sørgjerd

16 comments:

mfc said...

Um fotógrafo de que tomei a devida nota!
Este vídeo está cheio de sensibilidade e beleza.

São said...

Como sou péssima para nomes, não tenho ideia do fotógrado. Desgraçadamente.

Boa semana.

Isamar said...

Mais uma lição de cultura, minha amiga! Bem-hajas pela difusão cultural de que és exímia.
Já ouvi falar do fotógrafo mas desconheço a sua obra. Uma oportunidade a aproveitar de imediato.

Bem-hajas!

Beijinhos

vitor cunha said...

Eu sinto uma atracção fatal pelo tema.Tenho medo da água, não sei nadar mas sou atraído por ela como se de uma paixão se tratasse! Intriga-me o movimento e o esforço que a água faz no sentido da liberdade; só conseguimos detê-la pela força e a sua correria, alegre e veloz, encanta-me.
Conheço mal o fotógrafo mas o vídeo é maravilhoso.Foram captados os mais pequenos pormenores da água dando-lhe enorme sentido de carinho,através do curso dos seus pequenos caudais em contraste com a imponência das grandes massas de água dos fiordes sem que se perdesse a textura dos segundos planos.A "Sonata ao Luar" completa o vídeo com um retoque de romantismo que o valoriza.

Obrigada por mais este teu trabalho.
Um beijo. Boa semana.

Lilá(s) said...

Conheço um pouco da arte dele. Este vídeo está extraordinário! bem visivél a sua sensibilidade.
Bjs

Petrus Monte Real said...

Regresso aos comentários e deparo-me com uma agradável surpresa!

Emocionante post!
É estonteante a beleza da água nos seus vários estados e formas.
Impressiona a velocidade imprimida aos cursos de água, sem prejuízo para a riqueza da paisagem: um verdadeiro e inteligente alerta?!

Desconhecia o mestre e a obra que jamais esquecerei.
Muito grato pela partilha.
Boa semana
Um beijo fraterno

Daniel Silva (Lobinho) said...

Olá Fragmentos.

Mais do que comentar, venho deixar um beijo "saudoso". E, sim , a m´suica sendo logo reconhecido, está porém muitíssimo bem ilustrada por este epedaço de arte que não é mera fotografia.

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Querida FC:
Estas imagens e esta música fazem-me acreditar que Deus, ao criar o mundo, espalhou nele pedaços do céu.
Um abraço do tamanho da emoção que despertou em mim.

Fragmentos Culturais said...

Eu fiquei fã de Sorgjerd quando vi as suas fotografias do vulcão islandês (aquele que tem um nome 'impronunciável', deves lembrar. 'mfc'...
Depois, rendi-me por completo no vídeo 'The Mountain'.

Sim, concordo, este vídeo 'The Water' é profundamente belo!

Fragmentos Culturais said...

... mas suponho que agora ficou mais atenta, 'São' :)

Bom final de semana

Fragmentos Culturais said...

Não digas isso, 'Isamar'! Não é de modo algum uma 'lição de cultura'... são apenas pequenos 'fragmentos' das coisas que me prendem, do que me aparta da(s) realidade(s), sempre que procuro um momento de pausa 'estética'.

Suponho que te lembras do vídeo 'The Mountain' que percorreu a internet em 2010 e que partilhei aqui.

Bom final de semana!
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Também adoro a água. Só ela me traz tranquilidade quando preciso relaxar completamente.

Talvez seja essa sensação de liberdade, de que nada nem ninguém a pode deter, que me leva a procurá-la em tempo de acalmia... respira-se com mais leveza.

O fotógrafo é o mesmo de um outro vídeo que já aqui publiquei.

De nacionalidade norueguesa, ninguém melhor do que Sorgjerd para reflectir sobre as águas dos fiordes.

Bom ler-te por aqui, Vítor!

Excelente semana,
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Certamente que sim, 'Lilá(s)... também costumas ser atenta!

Sim, o vídeo é belíssimo!

Boa semana!
Beijo

Fragmentos Culturais said...

Sorgjerd, fotógrafo que passei a conhecer pelas imagens do vulcão islandês em 2010, despertou em mim grande admiração! Fiquei atenta ao nome.
E a partir do vídeo 'The Mountain' (aqui publicado), rendi-me completamente à sua arte.

As imagens dos fiordes aqui captadas são de inegável beleza!

E quem sabe se há uma mensagem para além da estética?! Não pensara nela... é a tal subjectividade que uma obra de arte permite!

Foi muito bom 'vê-lo' de volta aos comentários, caro amigo 'Petrus'!

Sempre um grande prazer reler os amigos! Muito obrigada.

Votos de um fim-de-semana relaxante!

Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Olá Daniel,

Não sei como agradecer-te o carinho aqui demonstrado! É-te retribuído... e tu sabes!
Mas é tão bom sentirmos o afecto de alguém do outro lado da paisagem, nesta janela aberta que é a Internet!
Ter saudades de alguém é de grande afecto.

A escolha musical é muito subjectiva, tal como as imagens!

Talvez que o fotógrafo quisesse passar-nos a tranquilidade da água não só pelas imagens, que são muito mais do que meras fotos. Verdade!

A arte do olhar associada à estética do sentir...

Lindo fim-de-semana!
Um beijo amistoso

Fragmentos Culturais said...

Querida Isabel,

Como é bom lê-la por aqui! Também...

Concordo com a sua visão extra sensorial! O divino não está ausente!

Para si, um abraço bem carinhoso!