Sunday, March 9, 2008

Maria Gabriela Llansol : tributo



Gray*White*a little bit Yellow
Yoshiko


"Chegámos a um estado de tão profunda fragilidade e pequenez, que se tornava importante saber se tínhamos vivido, ou se tínhamos sonhado o nosso passado. A diferença é mínima, mas o desencanto pode ser mortal.
Ir buscar plenitude, é garantir a respiração harmónica e metódica do meu corpo nascido para perdurar» De um falcão no punho.!


Maria Gabriela Llansol, De um falcão no punho, 1985

Maria Gabriela Llansol, de ascendência espanhola, nasceu em Lisboa em 1931 e é considerada uma das mais inovadoras escritoras da ficção portuguesa contemporânea. 

Morreu aos 76 anos na sua casa de Sintra, dia 03 de Março de 2008. 

A escritora Maria Gabriela Llansol venceu o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores (APE) em 2006, pela obra Amigo e Amiga - Curso de Silêncio de 2004 (Assírio e Alvim).

Foi a segunda vez que foi galardoada com este prémio, depois de, em 1990, ter sido distinguida pela obra "Um beijo dado mais tarde".

O Grande Prémio de Romance e Novela já distinguiu 21 autores portugueses, entre os quais Agustina Bessa-Luís, Vergílio Ferreira e António Lobo Antunes.

O espólio literário de Maria Gabriela Llansol foi doado à Associação de Estudos Llansolianos, criada em 2006 para estudar a obra da escritora.

"Até hoje, a autora nunca deixou de acompanhar a escrita dos seus mais de trinta livros com a destes cadernos, que, apresentando paralelos e convergências com as obras editadas, vão muito para além delas e construirão um instrumento fundamental para a investigação e o esclarecimento da Obra desta autora da nossa literatura contemporânea."

João Barreno

Os cadernos, que contêm quinze a vinte mil páginas e papéis manuscritos, apresentam textos, desenhos e colagens da autora.

Maria Gabriela Llansol deixa obras como "O Livro das Comunidades" (1974), "Causa Amante" (1984), "Um falcão no punho" (1985) e "Um beijo dado mais tarde" (1990).



O Livro das Comunidades
http://espacollansol.blogspot.com

"Maria Gabriela Llansol é um caso ímpar na ficção contemporânea, de jorrante, inesperada e original criatividade.

O texto é a única forma de identificar o sexo e a humanidade de alguém porque, ó poeta estranho, o sexo de alguém, é a sua narrativa. A sua, ou a que o texto conta, no seu lugar. Assim o sexo será como for o lugar do texto."

Lisboaleipzig 2

Voz das mais secretas e discretas na literatura portuguesa contemporânea de difícil classificação porquanto a sua escrita quebra constantemente as fronteiras - em cada um dos seus livros ou no Livro único que parece escrever ao longo dos anos - entre prosa e poesia, ficção e diário, romance e novela. 

DGLB




Maria Gabriela Llansol
http://www.webboom.pt

"Aliando a subjectividade enunciativa a um forte pendor mítico de implicação lírica, que funda numa visão da vida e do mundo de tipo religioso herético, sensualista e naturalista, a sua ficção caracteriza-se por uma hibridez de registos e de convocação, temporal e espacial de entidades, que no entanto assume uma coesão que lhe é dada por uma marca discursiva persistente e inconfundível."

Quando se deseja alguém, como tu desejas Infausta, e ela deseja Johann, é o seu lugar cénico que se deseja,
os gestos do texto que descreve no espaço
e chamar-lhe
precioso companheiro;
de mim, direi que fui uma vez enviado,
trouxeste a frase que nunca antes leras,
o meu corpo a disse, e não reparaste que ficaste com ela escrita.

Lisboaleipzig 2

G-S

Fragmentos Culturais

10.03.2008
Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


26 comments:

quintarantino said...

Mais um excelente momento de divulgação de um nome de vulto no panorama das Letras mas que não é do conhecimento geral. O que é pena.

Tiago R. Cardoso said...

perante esta excelente divulgação fico mesmo a me sentir mal, não conheço, mas acredite que quero conhecer.

Obrigado, acredite que tem me levado a ir procurara aquilo que divulga.

se um fã,
Tiago

Um Momento said...

Estou como o Tiago...
Por incrivel que possa parecer , não a conhecia, mas agora graças a ti... passei a conhecer:D

Grata.
Parabéns por este espaço, muitos Parabéns!

(*)

Fragmentos Culturais said...

É verdade, 'Quint', Maria Gabriela Llansol não é muito lida!

A própria autora mantinha uma atitude de 'distanciamento' em relação ao público-leitor... atitude que tentou alterar, segundo li, na parte final da sua vida!

Sensibilizada pelo olhar atento em 'fragmentos'!

Excelente semana!

Fragmentos Culturais said...

Já me referira a Maria Gabriela Llansol na postagem sobre a 'Festa do Livro' no Mercado Ferreira Borges!

A motivação à leitura são palavras suas, em curto excerto que muito gosto!

Bem Tiago... isso deixa-me feliz!
E saber que ao menos 'um leitor' eu conquisto, pelos meus 'fragmentos culturais' espelho do que aprecio, então!!

Sensibilizada pelo olhar 'fiel' a este espaço despretensioso!

Excelente semana!

Fragmentos Culturais said...

Sensibilizada pelo olhar atento em 'fragmentos'!

Espero voltar a lê-la, 'um momento'!

Rosi Gouvea said...

O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.

Carlos Drummond de Andrade

elprincipito said...

The Truth is Out There.

avelaneiraflorida said...

Fragmentos,

volto lentamente....e venho descobrir esta belissima homenagem!!!!
Não conheço muito, confesso, mas por este post e outras referências que fui encontrando nestes dias, vou tentar descobri-la!!!!
"BRIGADOS"!!!!!

Outonodesconhecido said...

Gostei muito do teu psot. não conhecia nada d aautora. Fiquei curiosa.Adorei a foto.
Bom fim de semana

De Amor e de Terra said...

Apesar de ainda não ter lido nada desta autora, já tive conhecimento do seu nome e da sua obra, cuja leitura espero começar em breve.
Agradeço a visita e as palavras e dou os meus Parabéns pelo Blog e pelos posts que tive oportunidade de ler.
A passagem é rápida, mas voltarei em breve.

Beijos

Maria Mamede

Fragmentos Culturais said...

Carlos Drummond de Andrade é sem dúvida um dos maiores poetas de língua portuguesa, 'Rosi'!
Fez parte do movimento modernista da Literatura Brasileira!

Sensibilizada pelos versos poisados em 'fragmentos'!

Fragmentos Culturais said...

Interessante tu blog, 'el prinicipito!

Una mescla de anárquico y 'guerrero de cuidad'...

Gracia por venir a 'fragmentos'!

saludos,

Fragmentos Culturais said...

Amiga 'Avelaneira',

É com alegria que te leio de novo por aqui!
Continuo sem saber se tiveste algum problema 'grave'... votos sinceros que não tenham sido de saúde!

Maria Gabriela Llansol merece bem ser homenageada!
Mas esta é bem singela! Mereceria uma maior, a nível nacional!!

Espero ter-te sempre presente em 'fragmentos'! Sensibilizada!

Abraço

Fragmentos Culturais said...

Este espaço 'Fragmentos Culturais' é um olhar sobre as coisas que gosto!
A Literatura é uma delas, 'outono desconhecido!

Espero que fiques com curiosidade de ler Maria Gabriela Llansol!

Sensibilizada pelo olhar em 'fragmentos'!

Bom domingo!

...a foto é maravilhosa! Por isso a escolhi :)

Fragmentos Culturais said...

Para os olhares mais atentos às 'coisas da literatura'... o nome de Maria Gabriela Llansol não pode ser desconhecido, 'Maria Mamede'!

Era, no entanto, uma escritora muito 'discreta'! Assim viveu quase até ao fim de seus dias!

É a minha muito singela 'homenagem'!

Sensibilizada pelo olhar em 'fragmentos'!

Bom domingo!
Um beijo

TINTA PERMANENTE said...

E, para além do gosto estético excelente, saio daqui, naturalmente, enriquecido!...
E, por isso, Obrigado!


Abraços!

TINTA PERMANENTE said...

Ah!, esquecia-me: claro que pode 'roubar' à vontade!...


Abraços!

lapa said...

http://palcopiniao.blogspot.com/search/label/C%C3%82MARA%20MUNICIPAL%20DE%20COIMBRA%20URBANISMO

DIVULGUE-SE ILEGALIDADES... OBRIGADO!

oceanus said...

...sem duvida uma excelente escritora, bastante discreta, mas muito atenta a "pequenos nadas" da vida.

Que bonita e muito merecida homenagem que aqui lhe é feita...bem haja!



bjs do fundo do Oceanus

quintarantino said...

Passei mesmo só para desejar uma Santa Páscoa!

Fragmentos Culturais said...

Sensibilizada pelo teu amistoso e fraterno olhar sempre 'presente' em 'fragmentos', 'Quint'!

Retribuo tardiamente, mas 'muito sinceramente'!

Serena semana!

Fragmentos Culturais said...

... é sempre um prazer lê-lo em 'fragmentos', 'tinta permanente'!

Sensibilizada pelo seu amistoso olhar!

Abraços,

... lamento não ter respondido pela ordem dos comentários! Foi um lapso devido a uma curta distracção...

Ah! Muito obrigada pela sua permissão no 'roubo' da foto que farei, posteriormente :)

Fragmentos Culturais said...

Caro(a) Lapa!

Agradeço que não use este espaço para publicidade!

A Arte não merece essa 'falta de arte'!!

Cumprimentos,

pn said...

retribuo a visita...

abranges belos mundos onde não me ouso(cinema, música contemporânea)

faço bonecros
e risco textos onde rebusco a palavra

e quanto à MGL... está (creio que toda!)nas minhas estantes com revisitação sistemática
com Manuel Gusmão, preenche um meu universo...

bom fim de semana
paulo

G- Souto said...

Lamento só hoje ter lido o teu comentário, dado que esta publicação está entre as mais lidas.

Abranjo 'framentos' de coisas que me são benéficas. Paulo (pn)!

Fazer 'bonecros' é arte e 'riscar textos' também.

Que felicidade ter toda a obra de Maria Gabriela Llansol.

Fui até ao teu blogue para retribuir esta visita, mas infelizmente tens os teus blogues 'suspensos' e sem direito a comentários.

Se chegares a ler esta resposta-comentário, é sinal que estás bem!

Tudo de bom!