Friday, August 3, 2012

Postal de férias




Porto

"ONE of the things that makes Porto so utterly charming and beguiling is the fact it has remained obstinately immune to modernisation. That means that, while so many European cities look and feel the same, Porto stands apart, it is in every sense, unreconstructed."

Jiri Siftar, The Sun

Suponho que já todos ouviram falar e muitos usam o Instagram. Uma aplicação gratuita (app)  para iPhone e Android que dá para partilhar fotografias com amigos aplicando um filtro.

Bom, adoro fotografia, mas não a pratico diariamente. E por isso, não sou grande consumidora do Instagram. Mas Instagram vem a propósito da cidade do Porto. 

Pois a história é esta! O Porto teve ontem destaque no jornal The Sun como um sucesso da aplicação Instagram, após o desafio feito pela 02 (empresa inglesa de serviços móveis) num teste de partilha de fotografias a partir do estrangeiro.

Jiri Siftar, com mais de 70 mil seguidores online, foi o convidado a testar os serviços da "O2 Travel tariff". 

O fotógrafo decidiu destacar a cidade do Porto, relacionando-a com outras cidades europeias "visualmente semelhantes", mas que se mantém "obstinadamente imune à modernização.

Bem, é certo que a cidade não se tem afastado muito das suas origens ao longo dos tempos, mas tem feito um esforço de modernização com a abertura de espaços bastante originais que se descobrem num roteiro alternativo aos velhos conceitos de cultural social.



Porto

Mas, continuemos com a opinião de Jiri Siftar que fotografou vários locais do Porto como a Ribeira, a Vitória e Miragaia, destacadas pelas "cores vivas" das suas casas, mas também o eléctrico, os bares de praia e a Ponte Luís I. O Café Majestic foi muito elogiado e descrito como um local de visita “a não perder”. Concordo. Já em 2010, o Majestic fora considerado o sexto café mais bonito do mundo.

Mas que se escreva que JK Rowling, a célebre autora da saga Harry Potter,  frequentava o Majestic quando viveu no Porto, como professora de inglês, aí discordo. 
Nunca tal li, nem a própria autora, ao descrever a sua estadia nesta cidade, fez alguma vez menção a essa possibilidade. Efabulações para atrair um determinado público?

A gastronomia foi referida pelo convidado da empresa “O2” e a cidade mencionada como “mais relaxante do que a sua vizinha Lisboa”.

Quanto aos bares e esplanadas da beira rio e junto ao Atlântico são mencionadas com muito mérito. É uma das áreas mais belas da cidade em dias de sol e tardes de lazer. Nelas se encontra o bem estar em completa harmonia com a natureza.



Foz - Porto 
foto: G-S© (Android sem Instagram)

Eu gosto deste reencontro do rio com o mar, junto à Foz. Aqui me refugio em fins de tarde doces, sou avessa a ventos norte, e busco momentos de interioridade que me trazem acalmia às turbulências diárias. Aqui, o meu olhar se perde sem fronteiras nem limites.

Na orla do mar,
no rumor do vento, 

(...)

aí vou colher
a rosa e a palma.
Onde a pedra é flor,

onde o corpo é alma.


Eugénio de Andrade, Na orla do mar

Mas voltemos a Jiri SiftarGosto particularmente desta descrição da ponte D. Luís:

"Spanning the River Douro from Port to Vila Nova de Gaia is the 1886 Dom Luis I Bridge. Built in 1886, it was at the time of its construction the longest in the world. Built by one of Eiffel’s partners, it is now a pedestrian crossing and a delight to anyone who likes their architecture grand and Victorian.
The bridge is yet more evidence of the city’s proud industrial and trading heritage – tough, metal and grey, it is more engineering edifice than it is artistic expression. But that seems to be the way that the residents like it."
Jiri Siftar, The Sun

Então, amigos e leitores, vou descansar uns dias. Deixo-vos este postal de férias e prometo voltar muito em breve. A vossa companhia, ao longo do ano, é-me indispensável! Pela amizade, pelo carinho das palavras, pelas pequenas tertúlias que vamos desenvolvendo em temas de prazeres vivenciais e culturais.

Até breve! E bom descanso!

G-S

Fragmentos Culturais

03.08.2012
Copyright © 2012-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Referências:

P3 | Público
http://p3.publico.pt/vicios/em-transito/4037/porto-e-um-sucesso-no-instagram

The Sun
http://www.thesun.co.uk/sol/homepage/travel/4468076/Porto-is-an-Instagram-hit.html

24 comments:

Avelaneira Florida said...

Sempre atenta e bem informada, "Fragmentos"!!!!!
Um prazer passar por aqui...um oásis de tanta coisa boa para recolher nos dias que vivemos...
Umas merecidas e retemperadoras FÉRIAS!!!!!!!!!!!!
Tudo do BOM!
Bj.

aflores said...

Com ou sem Instagram, com mais ou menos colunáveis, faça sol ou chuva, vento ou nevoeiro, que dizer? É Porto (meu, nosso) e está tudo dito.

Boas e merecidas férias, excelente descanso e até breve.

Tudo de bom.

Luna said...

Nasci no Porto mas não fui lá criada, vou aí muitas vezes e sem duvida que gosto mais do que de Lisboa.

quero agradecer a visita e comentário no meu cantinho.
Boas férias
beijos

BRANCAMAR said...

Sensibilizada com a tua visita. Sim, como dizes e com mais ou menos intermitência há um longo caminho na nossa presença e amizade, das primeiras desde que cheguei à blogosfera e é nesse grupo primeiro que sempre encontro conforto, sem grandes alardes, mesmo quando estamos em silêncio e eu tenho na verdade andado muito ausente, mas nunca me esqueço de voltar aos amigos de sempre.

Este teu post encheu-me as medidas, sempre gostei muito do "nosso" Porto e continuo a gostar, mesmo com as suas feridas aqui e ali e outras tantas tratadas e com um visual rejuvenescido.

Revejo-me particularmente nisto:

"Eu gosto deste reencontro do rio com o mar, junto à Foz. Aqui me refugio em fins de tarde doces, sou avessa a ventos norte, e busco momentos de interioridade que me trazem acalmia às turbulências diárias. Aqui, o meu olhar se perde sem fronteiras nem limites." e claro de Eugénio, o meu eleito, nele todas as palavras se encontram com a vida e este lugar que referes é ali mesmo em frente à sua Fundação, onde o vi pela última vez, sentado junto à janela, já doente e com uma manta nas pernas, olhando o encontro do rio com o mar...
Passei lá ontem, num regresso de Serralves.

Hoje mesmo me detive a reapreciar o afluxo enorme de turismo que tem sido crescente na cidade e os sítios onde os novos estabelecimentos hoteleiros, incluindo cafés e bares têm levado a uma recuperação e manutenção salutar de edifícios antigos.

Tem umas boas férias, cá te espero para as novidades culturais. Entretanto vou tentar frequentar as Quintas-feiras de Verão no Museu Soares dos Reis, com espectáculos no pátio interior ao ar livre, o ano passado era cinema, este ano é variável, a Viagem Medieval de Santa Maria da Feira, alguns programas de "Guimarães 2012" e outros programas que andam por aí.

Deixo-te um enorme abraço, sempre eterno.

Branca

Isabel Maria Rosa Furtado Cabral Gomes da Costa said...

Minha Querida:
Gostei muito deste seu registo.
Apreciemos o que é nosso e o que é verdadeiramente bom e como tal mundialmente reconhecido.
Na verdade, muitas cidades são devoradas por essa onda febril da dita modernização... Progresso? Não. Retrocesso.
Revejo-me nas suas apreciações críticas.
Grata pelo seu carinho em "Luz de África".
Lamentavelmente, tenho andado um pouco afastada dos blogs exclusivamente por falta de tempo, mas voltarei sempre.
Um grande abraço e um bom descanso.

bons temposhein said...

Há sempre um "Porto" para descobrir e um poema de Eugénio para reler.
Boas férias

Nilson Barcelli said...

O Porto é lindo, carago...
Querida amiga, desejo que tenhas umas excelentes férias.
Beijo.

Nilson Barcelli said...

O Porto é lindo, carago...
Querida amiga, desejo que tenhas umas excelentes férias.
Beijo.

Lilá(s) said...

Não conheço muito bem o Porto, sinto que estou em falta, tenciono em breve fazer aí umas férias. Descansa e volta com a energia do costume, adoro a maneira como tocas e desenvolves cada assunto.
Boas férias
Beijinhos

Imaginário said...

Tão pressionado pelo tempo que só agora cá apareço. Imagino até que já deves estar de volta ao trabalho (rs). De qualque forma, desfiz um pouco da saudade e deixo um abraço terno e desejos de uma ótima semana para si.
Gilson.

mfc said...

O Porto continua a ser um manancial inesgotável para a fotografia tantos são os sítios lindos que guarda!

. intemporal . said...

.

.

. entre.postais . onde o verão se atarda ainda que seja cedo . para nós sempre cedo .

.

. deixo um beijo e um convite .

.

. há uma festa que espera por Si no . intemporal .

.

.

Fragmentos Culturais said...

E para mim, é sempre uma alegria ver-te de volta a fragmentos, 'Avelaneira'!

As férias foram boas, tranquilas e prazerosas... como devem ser, as férias!
Livros, sempre :)

Até breve!
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Luna,

Foi um prazer ler-te em 'fragmentos'!

Gosto muito de Lisboa, por ser uma cidade clara, mais cosmopolita.
Mas... adoro o Porto, em dias de Primavera e Verão! Este encontro entre o rio e o mar fascina-me.

Muito obrigada pelos votos aqui deixados.

Boa semana!
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Tens razão, 'aflores'. A cidade do Porto está a melhorar os seus espaços... sobretudo os que se abrem para o mar e para o rio.

Mas prefiro o Porto sem chuva, vento, nevoeiro. Só de pensar no tempo que se aproxima...

Muito obrigada, as férias foram curtas, mas descanso, ar mais puro, e leituras estiveram presentes.

Tudo de bom!
(deveria ter respondido pela ordem, mas saltei, sem querer)

Fragmentos Culturais said...

Fiquei muito sensibilizada com as palavras aqui deixadas, Branca!

É certo que foste das minhas primeiras leitoras.
A blogosfera está um pouco 'despovoada'... somos poucos os que teimosamente mantemos os nossos espaços activos, apesar com muito menos assiduidade.

Fruto dos tempos...

É verdade! Aquela tarde foi particularmente tranquila, o tempo esteve do meu lado, e o mar sereno que quase se espraiava junto à esplanada onde me sentei, acompanhou-me na serenidade que buscava.

Não voltei, fiz uma curta semana fora da cidade, (agradeço os votos amistosos de bom descanso), mas mantive-me afastada bastante tempo.

Há outras paisagens, e precisamos espairecer, enquanto o tempo se mostra acolhedor.

Há algum tempo, mesmo,que não vou até ao centro da cidade, acabo por fugir mais para a margem do Douro, aquele espaço que Eugénio de Andrade amava e habitou ou então mesmo a beira mar.

Já lera sobre as 5ªs feiras do Museu Soares dos Reis, mas nunca passei por lá.

Durante esta pausa, afastei-me de espaços culturais. Mantive apenas a leitura.

Espero que tenhas também tido umas excelentes férias!

Até breve!
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Querida Isabel,

Muito obrigada pelo seu apreço.
Enaltecemos o que é nosso, não sem deixar de aumentar o que possa não estar bem. Mas, por vezes, nem tempo tempos para usufruir...

Há um pouco de tudo, neste momento,nas cidades. Não sendo a favor da desvirtuação dos espaços, sou a favor da modernidade pensada com estética. Gosto do contraste!

Espero que esteja de volta ao seu 'Luz de África'! E que a suas férias tenham sido muito reparadoras.

Andamos todos mais afastados da blogosfera, por motivos pessoais, e outros.

Mas tentaremos dar continuidade aos nossos espaços... mesmo que em tempos mais alargados.

Um bom começo de ano :)

Até breve!
Abraço grande

Fragmentos Culturais said...

Concordo, 'bons tempos'.
O Porto, apesar de tantos constrangimentos, tem evoluído. E há toda uma nova geração, empreendedora, empenhada a desbravar alternativas de espaços muito interessantes, espaços modernos, espaços de lazer, de cultura, sem ferir a traça da cidade. Gosto do contraste.

Muito obrigada pela sua passagem em 'fragmentos'.
Espero ter o gosto de voltar a lê-lo.

Boa semana! E até breve!

Fragmentos Culturais said...

O Porto é lindo, mesmo, Nilson! Sobretudo do lado do mar e das margens do Douro...
Mas abrem-se espaços de lazer e culturais muito interessantes no centro da cidade.

Agradeço sensibilizada teus votos (férias curtas, mas relaxantes). Espero que também tu tenhas fruido de um bom descanso.

Até breve!
Beijo,

Fragmentos Culturais said...

Pois terás que vir até ao Porto com vontade de 'desbravar'.
Muita coisa nova, espaços interessantes que merecem ser conhecidos.

Não deixes de fazer por aqui uns dias de férias... de preferência com bom tempo. Porto com chuva é triste...

Agradeço muito sensibilizada as tuas palavras de apreço, 'Lilá(s)!

Um beijo
(e boa semana)

Fragmentos Culturais said...

Todos temos esse terrível 'flagelo' do tempo, Nilson!

O importante é não desistir, mesmo que espaçando as nossas visitas.

Muito obrigada pelas tuas palavras, afectuosas.

Excelente semana! E até breve!
Abraço

Fragmentos Culturais said...

Não tenho dúvida que para ti, mfc', o Porto possa ser um sítio soberbo para o teu olhar atento, gostando tu tanto de fotografia.

Boa semana!

Fragmentos Culturais said...


Apesar de já ter passado pelo teu
blogue, não tive tempo de 'descobrir a festa' que me aguardava...

Voltarei em breve com mais tranquilidade, Paulo.

Sabes como aprecio teu espaço!

Um beijo
(e muito obrigada pelo convite)



Fragmentos Culturais said...

'bons tempos'... tentei retribuir a tua simpatia, mas não foi possível.

Aqui fica o agradecimento pela passagem em 'fragmentos', mais uma vez!

Tudo de bom! Espero ler-te mais vezes...