Wednesday, September 28, 2011

Um Segredo Muito Nosso: o filme




Fireflies in the Garden
http://www.imdb.com
Na última noite, a RTP1 passou um filme que vira n me despertara memórias. Actores como Willem DafoeEmily Watson, Julia Roberts, entre outros, auspiciaram-me possivelmente algo de interessante.

E depois, como já referi em vários momentos, gosto muito de filmes baseados ou inspirados em obras literárias. Têm uma sensibilidade própria, o cinema em 2009. Um Segredo Muito Nosso. Na altura, sei que o escolhi pelos actores, já que o realizador não


Julia Roberts
Um Segredo Muito Nosso
http://www.imdb.com
Vim depois a saber que se trata de uma pequena produção independente, o que é quase sempre sinónimo de qualidade. E raro nos grandes circuitos comerciais onde prevalecem as grandes produtoras.

No seu título original, Fireflies in the Garden. Traduzido para português, poderia ser algo como Pirilampos no Jardim! Bastante mais sugestivo! E há efectivamente uma cena muito poética, quase mágica, graças aos efeitos especiais.


Ryan Reynolds
Um Segredo Muito Nosso (2009)
http://www.imdb.com

Michael volta a sua cidade natal justamente quando os membros de sua famíla se vêem no meio de uma grande tragédia. Nesse retorno, ele tem de enfrentar a sombra de seu pai além de ajudar sua família a superar a dor da perda.

(sinopse)


Para quem não o viu na noite de segunda-feira, o filme, um drama familiar dirigido pelo estreante Dennis Lee, conta-nos a história de Michael Taylor (Ryan Reynolds), um escritor que está prestes a completar a sua primeira obra autobiográfica intitulada "Fireflies in the Garden". 

Relata com algum pormenor, os principais acontecimentos da complicada história familiar de Michael que, após a inesperada e acidental morte de sua mãe, começa a ponderar o adiamento do lançamento do seu livro.




Julia Roberts & Dennis Lee
Fireflies in the Garden
http://www.imdb.com

O filme marcou o regresso de Julia Roberts numa altura em que estava grávida  de seus filhos gémeos. Esse facto não foi obstáculo para a actriz, já que a sua personagem representava uma grávida.


Esta obra cinematográfica, inspirada num poema de Robert Frost, tem um elenco de luxo que, na minha opinião, ajudou a camuflar uma certa inexperiência de LeeO argumento escrito por Lee, talvez daí as fragilidades, assume uma qualidade razoável, agradando a quem gosta de divagar sobre a interioridade do ser humano e as suas reacções perante situações da vida.


Apesar do elenco, Fireflies in the Garden passou quase despercebido nos cinemas europeus. E a sua estreia em Portugal não alterou esse facto. 

Apanhei-o por acaso, sorte minha! E apenas se manteve em cartaz durante uma semana. Por isso, foi com agrado que ao passar em frente do televisor, e reconhecendo uma das cenas, esta precisamente, divulgada mais abaixo, me sentei para rever o filme.


Lembro que na altura, em 2009, não foi alvo de uma grande divulgação por parte dos principais meios de comunicação social, apesar de ter marcado presença no Festival Cinema de Berlim 2008.






Emily Watson & Ray Reynolds
Fireflies in the Garden
http://www.imdb.com


Segui com interesse a trama até final. Julia Roberts numa interpretação bem mais sóbria do que o habitual. E talvez por isso mesmo, muito interessante!



O carismático Willem Dafoe não surpreendeu, bom actor como é! Mas impressionou na personagem de professor de Literatura de uma universidade do Texas!



E Ryan Reynolds é convincente, numa viagem emocional, entre a actualidade e a sua adolescência, marcada pela relação violenta com o pai. Daí rever-se tanto no jovem Christopher.



Ryan Reynolds e Chase Ellison
Fireflies in the Garden

Os dois adolescentes masculinos são fantásticos nas suas interpretações! Chase Ellison (Christopher, filho de Jane) e Cayden Boyd (Michael, adolescente).

Os actores, o poema, a banda sonora, linda! - tudo apontou para uma obra excelente. 

Lembro de ter lido na altura análises de alguns críticos, isto já depois de ter visto o filme, considerando que o realizador, ao optar por um registo mais pessoal e subjectivo, fora a origem do insucesso comercial, e da diminuição do valor artístico !

Opiniões! Eu gostei! Para reflectir sobre as relações humanas...





Claro! Não resisto e vou deixar aqui o link de Lisa, uma belíssima melodia de Javier Navarrete, tema que faz parte da banda sonora, escrita para o filme.




G-S

texto original©


Fragmentos Culturais


27.09.2011
Copyright © 2011-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


Nota: Esta ensaio, agora reescrito, foi publicado (sob pseudónimo) em Maio de 2009, depois de ver o filme em circuito comercial.

Licença Creative Commons


8 comments:

pinguim said...

Eu vi o filme, que passou nos telecines, ou ainda passa, e gostei muito.
Como dizes, é a dissecação sobre uma complicada vida familiar, que um acidente despoletou.
Surpreendeu-me muito positivamente o actor Ryan Reynolds, que eu pensava ser apenas uma cara bonita para filmes menores.

mfc said...

São estes filmes que nos dão prazer rever!

Avelaneira Florida said...

Ainda não vi...mas vou querer!!!!

Bom resto de fim de semana, "Fragmentos"!!!!!

Bjh

Isamar said...

Também gosto de livros inspirados em obras literárias. Uma recomendação que não esquecerei.

Beijinhos

Bem-hajas!

Fragmentos Culturais said...

É um bom filme!

A reflexão sobre as relações humanas, mesmo em família, por vezes podem ser complexas...

Concordo, João! Ryan Reynolds revela-se aqui um bom actor!

Certamente não lhe serão dadas muitas oportunidades para demonstrar que pode ser bom actor... Também me surpreendeu bastante!

Gostei mesmo desta sua interpretação.

Boa semana!

Fragmentos Culturais said...

São mesmo, 'mfc'!

O mesmo não posso dizer de um filme que fui ver ontem: 'Contágio'!

Tantos e tão bons actores e a história não tem ponta... não vi ninguém sair bem impressionado.

Bom final de domingo!

Fragmentos Culturais said...

Talvez possas vê-lo num outro canal! É muito comum, 'Avelaneira'... e não deves perder.

Excelente semana... até lá, bom final de dia :)

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

Têm uma outra dimensão, outra sensibilidade, verdade, 'Isamar'!

Como escrevi em comentário-resposta a 'Avelaneira', é uma questão de estares atenta à programação (filmes) de outros canais.

Suponho que vais gostar...

Linda semana!
Um beijo,