Sunday, January 6, 2008

Lembrando Oscar Peterson




Oscar Peterson
créditos: Nathan Denette/AFP Canadian Press

"A jazz player is an instant composer," he once said. "You have to think about it, it's an intellectual form."

Oscar Peterson



Oscar Peterson um dos mais célebres músicos de jazz do século XX, morreu no dia 23 de Dezembro de 2007.


Lendário pianista e compositor canadense, gravou mais de 200 álbuns. Ganhou oito Grammy Awards, incluindo um Grammy pelo conjunto da sua obra. Foi premiado pela International Jazz Hall of Fame.


Gravou o seu primeiro single aos 19 anos e tocou com nomes como Dizzy Gillespie, Charlie Parker, Duke Ellington e Nat "King" Cole.



Oscar Peterson
http://www.decca.com

"I was taught to respect it for what it was: a piano. And it spoke with a certain voice. And that was what I was determined to bring forward."

Oscar Peterson

Peterson sofreu um AVC em 1993 durante uma actuação no célebre clube de jazz Blue Note (Nova Iorque) que paralisou a sua mão esquerda.

"Even one-handed, he was \"still light years ahead of everyone else."

Ross Porter

Depois de dois anos de recuperação, continuou a gravar e a tocar, apesar da artrite e da dificuldade em andar.





Oscar Peterson
créditos: Michelle V. Agins
https://static01.nyt.com/
Oscar Peterson performing at Birdland in Aug. 200
The New York Times


"Age doesn\'t seem to enter into my thought to that great an extent,\" Peterson said in 2001 \"I just figure that the love I have of the instrument and my group and the medium itself works as a sort of a rejuvenating factor for me.\"



Oscar Peterson
 

Peterson performing at Birdland, 2006
Fotografia: Michelle V. Agins
https://static01.nyt.com/

"He was a wonderful player, prodigious technique, fantastic ideas and a very humble man"

Sir John DankworthBritish saxophonist







"If raindrops were made of crystal, they’d be akin to the sound of Oscar Peterson playing."





Jazz pianist Oscar Peterson 
créditos: Genaro Molina/ LA Times

Tributo a Peterson o maior virtuose do teclado de jazz. Fechou-se serenamente o piano. 

G-S



Fragmentos Culturais

06.01.2008

Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

23 comments:

Tiago R Cardoso said...

mas a obra ficou...

Gostei da homenagem que aqui mais um vez prestou, neste caso a alguém que andava em rareas musicais distante das minhas preferências.

Mesmo assim estive a ver o vídeo e gostei.

Mais uma vez um prazer passar aqui por este local.

de um fã do seu trabalho,
Tiago

Alma Nova said...

Uma merecida homenagem e um belo som para recomeço do ano.
Um abraço.

sniqper ® said...

Jazz, um universo de estilos e variações musicais, onde encontramos exemplos de uma beleza rara e de uma força sem igual, como no caso de Oscar Peterson, que mesmo depois de a vida o ter "provocado", respondeu-lhe da melhor maneira, com jazz, a eterna música onde nos perdemos em sons sem igual.
Gosto da tua sensibilidade e das tuas homenagens, são seres humanos assim que o Mundo necessita, para "agitar as mentes adormecidas", belíssimo Blog o teu, minha amiga.
Carpe Diem...

quintarantino said...

Oscar Peterson disse e eu concordo.
A agilidade e a subtileza de espírito que um músico de jazz necessita são qualidade assinaláveis.
Fosse a nossa escola dita inclusiva um projecto sério de preparação para a vida e quiçá por lá se aprendesse a ouvir jazz!

SILÊNCIO CULPADO said...

Magnifica homenagem a Oscar Peterson.
Uma obra excelente que fica para a prosteridade. Que todos saibamos honrar este prestimoso legado.

O Profeta said...

Passei para te deixar um beijinho de boa noite...

Fragmentos Culturais said...

... ficou sem dúvida, Tiago!

Peterson é muito conceituado entre músicos de jazz e pianistas de outros quadrantes!

Quem sabe consegui passar-lhe o 'vício' do jazz ;)

Sensibilizada pelo seu olhar de 'fã' aqui poisado... 'as always'!

Nota - Reparou naquele 'sua' postura muito própria a tocar?!

Fragmentos Culturais said...

Belíssimo som para uma 'alma nova'!

Sensibilizada pelo teu olhar em 'fragmentos'!

Bom Ano!
Um abraço

Fragmentos Culturais said...

Jazz... eu adoro, 'Sniqper! É aí onde me 'encontro' com mais intimismo!

Sem dúvida um universo único!
E Peterson foi mesmo um exemplo na gradual recuperação. Tal como tu, assim penso que o jazz, o teclado tiveram aí um lugar privilegiado!

Sensibilizada pelo teu olhar amistoso em 'fragmentos!

'Carpe diem'... um filme poderoso!

Nota - Impossível falar dos fragmentos que nos 'tocam' sem os autores que os criam, não te parece?! Eles dão-nos essa mágica!

Fragmentos Culturais said...

Seria extremamente interessante a introdução do jazz nos currículos!

Foi feita uma abordagem há poucos meses , por músicos de jazz [suponho, em Lisboa] a públicos jovens e a reacção não foi a esperada. Talvez que por falta de educação...

Também é preciso uma certa postura interior por parte dos músicos de jazz...
É a tal 'empatia' entre parceiros!

A subtileza de espírito, concordo! A agilidade, nem todos. No caso de Peterson... ia de encontro à perspectiva de 'virtuoso' que possuía como dom inato!

Sensibilizada pelo olhar atento em 'fragmentos'!

Fragmentos Culturais said...

O comentário/resposta anterior é para 'Quint'!
:)

Fragmentos Culturais said...

Sim, é um imenso e belo legado musical o de Peterson, 'Silêncio culpado'!

Estou certa que muita gente vai reter a sua obra com 'devoção'!
Um espantoso dom para o piano!
Um intérprete invulgar, tal como 'Art Tatum'.
Um compositor profundo com obra vastíssima gravada!

Sensibilizada pelo olhar em 'fragmentos'!

Fragmentos Culturais said...

Sensibilizada, 'Profeta' pelo teu gesto de carinho...

mixtu said...

o jazz, aliás, a musica ultimamente tem andado arredado da minha companhia :), apenas no carro...
mas vou andar melhor acompanhado...

abrazo serrano

Jaime said...

Muito bom! E agora estou a ouvir Silje Nergaard, uma bela sugestão que te agradeço...

Fragmentos Culturais said...

Talvez eu sofra de um mal semelhante, actualmente, 'Mixtu' :(
E por incrível, também é no carro que tento pegar ' meu fio condutor' - a música!
Espero que seja passageira esta fase!

Bom... se vais andar melhor acompanhado, parabéns!

Sensibilizada pelo olhar em 'fragmentos'!

Abraço citadino

Fragmentos Culturais said...

Bem, espero que gostes de música de jazz!
É nela que 'me' encontro!

Silje Nergaard... foi uma sugestão de um amigo 'especial' que desapareceu! Mas eu guardo-a...

avelaneiraflorida said...

Aprendi a gostar de jazz com o meu irmão do meio!!!!
A princípio não foi fácil...mas hoje reconheço que entrei num mundo especial!!!!
Agora o meu sobrinho vai pelo mesmo caminho...

Excelente Post! Como é habitual neste cantinho!!!!
Bjkas!!!!

EL HIPPIE VIEJO said...

UN GRAN RECUERDO PARA UN GRANDE,
QUE TAMBIÈN SE CODEÒ CON LOS GRANDES!!!
QUEDA SU MÙSICA!


APARTE DE DECIR
MUCHAS GRACIAS
QUIERO APROVECHAR PARA DESEAR LO MEJOR PARA TI!
QUE LA VIDA TE ABRACE FUERTE!!!


UN ABRAZO SIN DISTANCIAS, COMO TU DIJISTE
Y AGREGO
SIN FRONTERAS!!!


ADAL

EL HIPPIE VIEJO said...

FELIZ 2008!!!

mixtu said...

... ainda não arranjei um tempinho para a música... mas eu arranjo
e vê lá se tb arranjas
yayaya

abrazo serrano desde o Mali

Fragmentos Culturais said...

Um bom começo esse 'Avelaneira'! Um irmão com bom gosto musical!

Eu aprendi pelos sentires que o jazz me transmite! Intimismo do meu próprio 'eu'...

Sensibilizada pelo olhar sempre tão afectuoso em 'fragmentos'!

Bom fim-de-semana!
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Caro Adal,

Efetivamente, un gran pianista/compositor, Peterson! De los mejores, con Tatum su inspiración.
Su musica se quedará con nosotros, siempre!

De nada, para mi un placer visitar tu espacio!

Y de tus deseos hago los mios: lo mejor de la vida para ti, también!

Un año 2008 de gran fraternidad y mucha amistad

Un abrazo sin distancias ni tan poco sin fronteras, claro!