Monday, August 19, 2013

Dia Mundial da Fotografia 2013




Créditos: Paulo Pimenta©

Hoje é Dia Mundial da Fotografia! O Dia Mundial da Fotografia comemora-se anualmente a 19 de Agosto.

A celebração da data teve origem na invenção do daguerreótipo, um processo fotográfico desenvolvido por Louis Daguerre em 1837.

"On January 7, 1839, members of the French Académie des Sciences were shown products of an invention that would forever change the nature of visual representation: photography. The astonishingly precise pictures they saw were the work of Louis-Jacques-Mandé Daguerre (1787–1851)."

Mas foi só em Janeiro de 1839 que a Academia Francesa de Ciências anunciou a invenção do daguerreótipo.

"Only on August 19, 1839, was the revolutionary process explained, step by step, before a joint session of the Académie des Sciences and the Académie des Beaux-Arts, with an eager crowd of spectators spilling over into the courtyard outside."

Em 19 de Agosto do mesmo ano, o Governo francês considerou a invenção de Daguerre como um presente "grátis para o mundo" - a free gift to the world - e decidiu celebrar o Dia Mundial da Fotografia.

É sabido que não faço fotografia, mas que sou grande apreciadora da arte de fotografar. Daí não ser a primeira vez, neste blogue, que divulgo alguns fotógrafos nacionais ou internacionais que admiro e me impressionaram pelas suas obras.



CreditsAnnie Leibovitz©
Source: pbs.org via CLIO Awards on Pinterest



Annie Leibovitz Prémio Príncipe de Asturias 2013 fotógrafa norte-americana, vencedora do Prémio Comunicação e Humanidades 2013, pelos 42 anos de carreira, a maioria dos quais dedicados ao retrato.



Créditos: Vitor Melo©

Vitor Melo, Urban Photographer of the Year  com a sua foto que capta um artesão tunisino a trabalhar o  bronze, na temática Cities at Work (2011).



Créditos: Miguel Costa©

Miguel Costa em "100 Anos a Colorir o Mar" ou Painting with Gold com o seu trabalho sobre S. Pedro de Moel (2012).



Créditos: Carlos Esteves©

Carlos Esteves em Travel Photographer of the Year 2012 e a sua foto das mãos de uma velha senhora sentada no chão de um mercado de Udaipur na Índia (2013).

Então hoje é tempo de divulgar Paulo Pimenta, fotógrafo do Porto. Paulo Pimenta que vejo há anos com a sua câmara fotográfica nos concertos ou acontecimentos marcantes da cidade, foi o fotógrafo convidado para falar sobre o "Dia Mundial da Fotografia", ontem, no telejornal da meia-noite da RTP2. Fiquei então a saber o seu nome.



Créditos: Paulo Pimenta©

A cidade tem destas coisas. As pessoas cruzam-se nos mesmos espaços durante anos, mas não se conhecem, não se falam, apenas comunicam pelo gosto de apreciar arte.

Ouvi-o com atenção descrever a sua larga carreira. Falou sobretudo do lado mais humano das suas fotografias. E gostei. Muito! Palavras simples, olhar sereno, postura quase tímida. Pessoas de valor são assim.

Falou do seu blogue. E fui lá descobrir as duas fotografias aqui divulgadas.  Fazem parte de um trabalho profundamente poético denominado Memórias das Mãos. Artesãos em vias de extinção.

O olhar enternecido dos retratados, ao percorrer a exposição, comoveu-me. Pessoas que morreriam esquecidas, em pleno anonimato, sua dedicação a uma arte de mãos não valorizada.

Fica então aqui o meu tributo a todos os fotógrafos que enchem nosso olhar de magia e nos fazem buscar rotas de encantamento. Muito Obrigada!

Bom Dia Mundial da Foto!


"Photography records the gamut of feelings written on the human face, the beauty of the earth and skies that man has inherited, and the wealth and confusion man has created. It is a major force in explaining man to man."

Edward Steichen, photographer


G-S

Fragmentos Culturais

19.08.2013
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®
Licença Creative Commons

Nota 1: Todas as fotografias pertencem aos seus autores. Não se pretende com a divulgação das mesmas interferir nos Direitos de Autor. 
Se algum fotógrafo discordar da exposição neste tributo, faça saber, por favor, em comentário ou via email.

Nota 2: As transcrições estão na língua original, assinaladas em itálico. Considero que qualquer possível tradução diminuiria a autenticidade. 


No comments: