Sunday, November 19, 2006

Exposição Anos 80 - Uma Topologia







Untitled [# 89, Flowered Sheets] 1981
Cindy Shermann
"Parte do interesse em revisitar os anos 80 resulta de que muita da arte de hoje reflecte esse legado, embora negando ou ignorando esse passado. Reconsiderar os anos 80 pode servir como ferramenta para destacar e reflectir sobre alguma da arte do presente. (...)

A Fundação de Serralves é um dos espaços culturais mais completos e interessantes da cidade do Porto. É nesses espaços que encontramos excelente momentos de arte contemporânea.

Inaugurada no Museu de Arte Contemporânea a Exposição Anos 80: Uma Topologia estará patente de 11 de Novembro 2006 a 25 de Março de 2007. 

É comissariada por Ulrich Loock e integra cerca de 250 obras de referência de 73 artistas de todo o mundo.



Exposição Anos 80: Uma Topologia
créditos : Serralves

"Neste tipo de abordagens a paradigmas históricos, é necessário identificar as práticas estéticas que constituem o núcleo da exposição Anos 80: Uma Topologia.
(...)
A ênfase dada a estes trabalhos reside na necessidade de reavaliar a obra de arte como lugar de transformações (escultura/linguagem, nome/imagem, padrão/escrita, arquitectura/escultura, pintura/fotografia)."

in http://www.serralves.pt



"Porquê os anos 80? Nessa década o mundo assistiu a mudanças significativas nos campos político, social e cultural. Estas geraram novos desenvolvimentos, de grande alcance, cujos desfechos se têm revelado nos anos que agora vivemos. Os anos 80 são o tempo entre a história recente e o presente.
(...)
A Exposição organiza-se em núcleos geográficos (ex: Düsseldorf, Colónia, Áustria/Países de Leste, Bélgica/Holanda, França, Grã-Bretanha, Península Ibérica, América do Sul, Nova Iorque, Los Angeles, Vancouver, artistas isolados..." (...)

in http://www.serralves.pt



Exposição Anos 80: Uma Topologia
créditos : Serralves
Para todos os que se desloquem ao Porto ou vivam na cidade, será imperdoável não percorrer todas as salas do Museu e admirar a vasta obra representada. 

Trata-se de uma topologia apoiada no olhar do seu comissário Ulrich Loock, director-adjunto do Museu, mas recolhe um infindável número de obras.

Apenas pude reter uma leve abordagem panorâmica, dado que será preciso voltar mais do que uma vez.

Mas o espírito estético e o meu olhar atento sentiram-se de imediato envoltos na perspectiva e na dinâmica desta esplêndida Exposição e das obras e autores nela representados. Lá voltarei!

Para os grandes apreciadores de Fotografia, um verdadeiro relicário de Autores que abriram efectivamente os cânones da arte de fotografar! 


Uma grande área da Exposição é dedicada a este vertente da arte: a fotografia.

Outra área que me apraz registar é integração de um artista nativo-americano Jimmie Durham, uma visão da arte índia norte-americana.

Breves apontamentos sobre Acontecimentos da Década de 80:

No final dos anos 70 alguns acontecimentos devem ser considerados determinantes para o que aconteceu no início da nova década:

A eleição de um Papa polaco – passo decisivo que deixava antever o princípio do fim do domínio comunista nos países do Pacto de Varsóvia.

A revolução islâmica no Irão - manifestando o surgimento de um novo poder desequilibrante da lógica Leste - Ocidente.

O nascimento do primeiro bebé proveta, a 25 de Julho de 1978 – desafio aos procedimentos naturais de gerar vida humana.

No final dos anos 80, a queda do muro de Berlim (1989) foi o evento mais visível...


(texto com supressões)

G-S

Fragmentos Culturais

19.11.2006
Copyright © 2006-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®  


No comments: