Saturday, March 3, 2012

Lucio Dalla: um tributo





Lucio Dalla, 2008
Créditos: Joel Ryan/AP

Itália está de luto. Lucio Dalla, grande nome da canção italiana, mas também poeta, clarinetista e pianista, morreu repentinamente no dia 1 Março 2012, em Montreux, Suiça, onde se encontrava a fazer uma série de concertos.

Era um mito para os italianos. E foi com muita emoção que eles se despediram de Dalla. O presidente da República italiana referiu-se a Lucio Dalla como  um artista amado por muitos italianos de diferentes gerações.

Nascido em Bologna em 1943, Lucio Dalla começou aí a tocar clarinete num grupo de jazz.

Mais tarde, participou no Festival de San Remo com uma canção autobiográfica intitulada "4/3/1943" (sua data de nascimento) cujo tema retratava a sua própria infância ( a história de uma mulher - sua mãe - que educara sozinha seu  filho).




Questo è Amore | Novembro 2011

Questo Amore é o seu último trabalho editado em Novembro de 2011.

Há duas semanas, sensivelmente, passou de novo pelo Festival San Remo, o mesmo que lhe deu fama, desta vez em dueto com o jovem Pierdavide Carone, para quem havia composto a canção 'Nani'. 





Dalla tinha uma escrita intimista. Evocava a nostalgia do mar e da sua adolescência.

"Ses chansons très intimistes évoquent souvent sa fascination pour la mer (dans "Nun parlà") ou son adolescence (dans "Stella di mare" ou "Futura")."

Depois de Whitney Houston foi com tristeza que hoje li a notícia da morte de Lucio Dalla.



Getty Images



Lucio Dalla

Lucio Dalla era a voz que gostava de ouvir, no célebre tema de sua autoria "Caruso" (homenagem a Enrico Caruso). Um sucesso enorme que começou em 1986 e que vendeu mais de nove milhões de exemplares.

Foi no dueto "Pavarotti & Friends", um CD que o ouvi pela primeira vez. Fiquei presa à nostalgia daquela melodia, naquele seu jeito lânguido de transmitir afectos. Desde aí,  passei a estar atenta ao seu trabalho.

Mas a música, é como tudo! Temos momentos que ouvimos desmesuradamente, outros temos em que nos silenciamos para ouvir a nossa interioridade.

Voltava de quando em vez ao tema "Caruso" interpretado a solo ou em dueto com Pavarotti.



Lucio Dalla compôs também música para filmes e trabalhou com realizadores como Michelangelo Antonioni entre outros

O estilo de Dalla foi influenciado por grandes paroliers italianos.

"Dans son écriture anticonformiste à la fois joyeuse et inquiétante, il jouait avec la langue de tous les jours."




Le Monde dedica-lhe um artigo muito belo. Foi aí que tomei conhecimento da sua morte. A ler aqui.
Quando alguém morre tem o direito de ser recordado pelos momentos mais belos que criaram em nós.

É assim que quero este tributo a Lucio DallaDespertava em mim momentos de insondável interioridade. Esse é o sentimento que fica.


G-S

Fragmentos Culturais

02.03.2012
Copyright © 2012-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com® 

Licença Creative Commons
Referências:

16 comments:

mfc said...

Era um músico que não era só músico... era também uma pessoa de quem se gostava!

. intemporal . said...

.

.

. um tributo precioso . para aquele que foi . por.que é . e será sempre . alguém .

.

. in.esquecível .

.

. um beijo meu .

.

.

BRANCAMAR said...

Muito linda a tua homenagem, minha amiga.

Obrigada pela partilha dos belos momentos que aqui nos deixaste e que sempre ficarão.

Beijinhos
Branca

Nilson Barcelli said...

Uma grande perda.
Gostei da tua homenagem, muito bem conseguida.
Beijos, querida amiga.

heretico said...

beijo.

os deuses levam cedo aqueles que amam...

João Roque said...

Belíssima e mais que merecida homenagem.
A sua canção "Caruso" é das mais belas músicas que já ouvi.

vitor cunha said...

Grande perda na música ligeira.Aminha homenagemà sua Memória.

Um beijo

Lilá(s) said...

Também gostava. Como sempre os teus fragmentos são carradas de cultura!
Belo post!

Fragmentos Culturais said...

Tinha também essa impressão, 'mfc'! Sei que apoiou muitos músicos jovens.

Assim, para além da sua arte, foi um ser humano que não viveu a olhar só a sua fama!

Fragmentos Culturais said...

... um tributo autêntico. Apreciava a sua música, o timbre da sua voz, a temática das suas letras!

A sua discografia fará com que permaneça intemporal...


Um beijo, Paulo

Fragmentos Culturais said...

Muito obrigada, Branca!

Palavras amistosas para algo que gosto de partilhar!

Bom fim-de-semana!

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

Sim, também considero uma perda grande, Nilson! Estava em plena faculdade da sua arte!

Sensibilizada pelas palavras de apreço que são próprias da tua amizade!

Um beijo amigo,

Fragmentos Culturais said...

... reconheço que sim... quase sempre!

Beijo, 'Herético'!

Fragmentos Culturais said...

Sensibilizada, João!

Lucio Dalla era um músico completo! Apreciava-o muito! A temática das suas letras,a languidez do timbre de voz, a linha melódica das suas canções... tinha tudo para que ficássemos rendidos!

Sim, a canção 'Caruso' é imortal!
Belíssima! Permanecerá, certamente, como um dos mais belos temas do séc. XX.

Fragmentos Culturais said...

... sim, Vítor! Uma profunda perda, já que continuava na posse de toda a sua arte!

Bom fim-de-semana :)
Um beijo

Fragmentos Culturais said...

Gostos comuns, 'Lilá(s)... era mesmo muito especial, na sua música!

'Fragmentos de alguma cultura'... ligados a temas que aprecio e fruo.

Muito obrigada :)