Sunday, May 8, 2011

Sugestões: Cinema intimista





Última Noite, primeiro realização do argumentista Massy Tadjedin é uma história que explora a traição, o ciúme, a dúvida, características de todos os relacionamentos afectivos.

No entanto, a ênfase é dada à dúvida que passa entre as personagens e toca  os espectadores. O campo das possibilidades, das consequências das decisões tomadas ou apenas sentidas leva-nos a ficar, não raras vezes, ao longo do filme, bipartidos entre um e outro elemento desta história a quatro. 


Keira Knightley/ Joanna

Entre a traição física e a traição emocional existem diferenças? Tenho muitas dúvidas... Poderá um desejo consumado ser mais destrutivo do que uma memória emocional profunda que nunca foi consumada?

As personagens do filme não o demonstram, e Massy Tadjedin não julga as suas atitudes. Ao longo do filme, somos levados a observar os momentos mais íntimos do casal Joanna e Michael que não se traduzem apenas por situações palpáveis, e que Tadjedin nos apresenta de uma maneira subtilmente delicada, atenta a todos os pormenores. 

Um filme honesto, simples, com lindos planos que falam mais do que as palavras. A intensidade colocada nos olhares das personagens, são a cumplicidade que se estabelece entre nós. 

Fez-me lembrar um outro filme Closer (2004) embora este muito mais intenso e seriamente bem construído.

A cidade de Nova Iorque filmada à boa maneira de Woody Allen, aparece-nos mais um vez como maravilhosa personagem, alimentando ainda mais o nosso imaginário. 

Fotografia de Peter Deming e banda sonora original de Clint Mansell. Keira Knightley, Guillaume Canet (actor francês) Eva Mendes e Sam Worthington são os actores. Presente no "Tribeca Film Festival 2011".

Ver vídeo directamente no Youtube aqui


Blue Valentine (2010)

Blue Valentine (prefiro sem tradução) filme de Derek Cianfrance é uma história de amor e desamor, uma viagem através da vida de um casal e que culmina com a separação.

Dean e Cindy (Ryan Gosling e Michelle Williams) são um casal que tudo faz na tentativa de salvar o seu casamento. 



Ryan Gosling e Michelle Williams/ Dean e Cindy

Profundamente envolvidos como espectadores, somos levados a percorrer o filme em dois tempos bem dispares. Os primeiros momentos de enlevo amoroso, e depois a agonia sustentada em alegrias ténues e actos de  desesperado envolvimento até ao sufoco total de uma vida possível, a dois. Um roteiro desgastante do que pode levar à destruição do casal.

A ideia de comparação entre presente e passado é contínua. E só bons actores como Gosling e Williams dão uma inefável centelha de qualidade, nas respectivas interpretações. Um filme doce, infinitamente triste.

Banda sonora lindíssima. Gosling escreveu e interpretou alguns temas de sua auotoria.   

Blue Valentine fez parte da selecção oficial de festivais tão prestigiados como Cannes, secção "Un certain regard", Sundance  e Toronto (2010). Teve várias nomeações e prémios. Michelle Williams, mulher do malogrado actor Heath Ledger, foi nomeada para Oscar de Melhor Actriz.




Dois excelentes filmes que tratam o amor nas suas variáveis. Dois filmes honestos, delicados. Para quem gosta de cinema intimista.


G-S

Fragmentos Culturais

08.05.2011
Copyright © 2011-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

8 comments:

mfc said...

Gosto sim de filmes que tratam os sentimentos de uma forma subtil... o que me parece serem estes dois!
Ficam apontados.

Avelaneira Florida said...

Quero ir ao cinema!!!!
Ou então sentar-me na minha sala, em boa companhia...

Mas NãO ME DEIXAM!!!!!!!!!!!

Ok! mas não esperam pela demora!!!!! E estes ficam já RESERVADOS!!!!

"Brigados", Fragmantos!!!!
Boa semana...e bons filmes!!!!
Beijinho.

Isamar said...

As descrições, como só tu sabes fazer, deixaram-me já entusiasmada e são mais dois filmes a ver muito proximamente. O cinema e a leitura continuam a merecer as minhas preferências para ocupar os tempos livres de que disponho embora não descure uma ou outra exposição ou um passeiozito em boa companhia.

Beijinhos

Bem-hajas!

BRANCAMAR said...

Obrigada pelas dicas.
As tuas descrições são extremamente
sugestivas.
Vou tentar não perder.

Beijos

Fragmentos Culturais said...

Não sei se chegaste a ver um destes dois filmes, 'mfc'?

Gosto de ter outras opiniões...

Bom domingo!

Fragmentos Culturais said...

Espero que tenhas ido, entretanto, ao cinema, 'Avelaneira'!

Hum! Essa ideia de te sentares na sala em boa companhia, também é uma opção interessante :)

Chegaste a por em prática um destes 'afectos'?!

Boa pausa! E relaxante domingo!

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

As descrições, faço-as com os sentimentos que os filmes me despertam!

E depois, chego a casa, sento-me ao computador e deixo-os percorrer o teclado...

Viste os filmes, 'Isamar'? Adorava ter a tua opinião!

Pois, o cinema, a música e a literatura são três graças que foram concedidas ao ser humano! Sem elas, como a vida seria bem mais difícil...

Claro! Complementadas com uns passeios ao ar livre em 'boa companhia'! Exposições também adoro. Mas ultimamente não tenho andado muito por espaços ligados à pintura!

Faz-me falta o meu amigo Benvindo de Carvalho (pintor) desafiar-me para uma exposição sua!

Bom domingo!
Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

Não tens que agradecer, Branca! É que gosto mesmo de escrever sobre o que certos filmes despertam em mim!

E estes, são mesmo especiais!
Conseguiste ir vê-los? Que te pareceram?

Sensibilizada pelas palavras amistosas!