Saturday, November 13, 2010

O sorriso de Aung San Suu Kyi ? Não mais !









 AP Photo/Khin Maung Win 



Aung San Suu Kyi Prémio Nobel da Paz em 1991 foi libertada hoje depois de sete anos de prisão domiciliária em Myanmar.

A sorrir, com uma flor no cabelo, Aung San Suu Kyi falou por instantes a todos os que a apoiaram.





créditos: Kyi Soe Zeya Tun/REUTERS
http:www.yahoo.com/






créditos: AP Photo/Pankaj Nangia
http:www.yahoo.com/


Antes do anúncio da libertação, cerca de 1500 pessoas, junto a sua casa, apelavam à libertação numa manifestação que começou sexta-feira.
As Nações Unidas recomendaram que terminem todas as restrições a deslocações e actividades da Nobel da Paz.





créditos: REUTERS/Soe Zeya Tun (MYANMAR

Nos últimos 21 anos, Aung San Suu Kyi esteve presa 17 anos, sem acesso ao exterior, sem telefone, televisão e Internet e sem poder receber visitas.

Fragmentos Culturais já aqui tinha dado voz a Myanmar. E nada melhor do que ouvir Just a Perfect Day na versão de Susan Doyle








(...)
Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

Manuel AlegreTrova do Vento que passa




Etnia Rohingya
créditos: Getty Images

Pelas útltimas notíciasAung San Suu Kyi não está a honrar a distinção que lhe foi entregue. E são muitas as vozes que a acusam de estar a fazer uma limpeza étnica no seu país. Milhares de  Rohingya estão a ser forçados a abandonar o seu país. Cerca de 90,000 Rohingya fugiram para o Bangladesh nos últimos dez dias. 

O Secretário-Geral das Nações Unidas, António Guterres, exprimiu na passada terça-feira, o seu repúdio perante tal situação. E afirmou que Aung San Suu Kyi tem a última oportunidade para parar com esta ofensiva:
"If she does not reverse the situation now, then I think the tragedy will be absolutely horrible, and unfortunately then I don't see how this can be reversed in the future."

António Guterres, Secretário-Geral ONU




crise etnia Rohingya/ Myanmar
créditos: AFP

Também o líder espiritual Dalai-Lama apelou Aung San Suu Kyi para terminar pacificamente esta crise do povo  Rohingya:

"May I take the liberty of writing to you once again to tell you how dismayed I am by the distressing circumstances in which the situation seems to have deteriorated further," 

Dalai-Lama, em carta enviada 

Há vozes que se levantam a nível já mundial para que lhe seja retirado o Prémio Nobel da Paz que lhe foi atribuido:

"for her non-violent struggle for democracy and human rights"

Nobel Prize

Se tal se confirma, já que a ONU assim o afirma, deixo aqui um excerto do poema:

Cada dia a cada um a liberdade e o reino 
— Na concha na flor no homem e no fruto 
Se nada adoecer a própria forma é justa 
E no todo se integra como palavra em verso 
Sei que seria possível construir a forma justa 
De uma cidade humana que fosse 
Fiel à perfeição do universo (...)


Sophia de M. Breyner Andresen, O Nome das Coisas, excerto


Triste e desiludida. Aung San Suu Kyi por quem manifestei minha admiração, sei agora que não a merece.

G-S


Fragmentos Culturais

13.11.10
actualização 17.09.2017
Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

* A Gonçalo de Sabor da Palavra por me brindar de novo com sua amizade. A sugestão do vídeo a ele pertence, já que ouvi esta versão lindíssima no seu blogue.

4 comments:

BRANCAMAR said...

Uma luta que acompanho há muitos anos e cuja vitória me deixou muito feliz, que possa terminar onde foi interrompida, numa candidatura à Presidência e no caminhar para uma Birmânia livre e democrática.

A música é lindíssima e muito sugestiva, na voz sempre maravilhosa de Susan Doyle.

Obrigada pelo momento.

Beijos
Branca

Susaninha said...

VIDEO PERFEITO...

Musica linda...
Sorriso bonito...
Poema lindo....

A TI GI QUE ÉS UMA ALMA CHEIA DE COR...DEIXO-TE UM XI BEM APERTADO:)
Gostei especialmente deste post:)

Fragmentos Culturais said...

... sim! Uma causa que muitos de nós seguíamos com angústia.

Que o país e o seu povo reencontrem o equilíbrio e Aung San Suu Kyi possa ser uma guia à altura de tantas aspirações!

O tema 'Just a Pefect Day' repete-se em dois posts seguidos, mas as interpretações e intenções são bem diferentes!

Sensibilizada pela presença, Branca!

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

... descobri este vídeo ao visitar Gonçalo para agradecer :)

O tema é intemporal, a interpretação muito sensível! E o poema 'perfeito'... sim!

Muito sensibilizada pelas palavras tão carinhosas, Su :)

Um xi-@ bem afectuoso
(Myanmar pela rosto de Aung San Suu Kyi foi uma causa sempre próxima.)