Wednesday, August 26, 2009

Edward Kennedy : tributo






Edward 'Teddy' Kennedy
AP /Bill Sikes 2009

http://cdn2-b.examiner.com/



Edward Kennedy

REUTERS/Brian Snyder/Files 2008
http://s1.reutersmedia.net/

A morte do senador americano Edward 'Ted' Kennedy, vítima de um tumor cerebral aos 77 anos, encerra uma saga que dominou a política dos Estados Unidos desde os anos 60. 'Teddy' foi o único dos irmãos homens do clã Kennedy que não morreu violentamente. O irmão mais velho, Joseph, piloto, morreu durante a Segunda Guerra Mundial num acidente aéreo.

Sapo/AFP



John, Robert e Edward Kennedy
AP/ File (undated)


Nascido no privilégio e na riqueza, Kennedy tornou-se numa voz dos jovens e velhos, pobres, minorias e trabalhores durante o quase meio século que passou no Senado. Ao longo dos anos, liderou bem-sucedidos esforços na melhoria das escolas, reforço dos direitos cívicos, aumento do salário mínimo, ilegalização de discriminações e alargamento do acesso a cuidados de saúde.

Há muito a fazer”, disse Kennedy à Reuters numa entrevista de 2006 em que lhe foi pedido para explicar o que até os críticos chamam os seus esforços incessantes em nome dos oprimidos. “Acima de tudo é a injustiça que continuo a ver e a oportunidade de ter algum impacto sobre isso”, acrescentou.

Público

O Senado presta-lhe homenagem aqui




AP /Jacquelyn Martin 2009

http://images.politico.com/


Toda a paz da Natureza sem gente
Vem sentar-se a meu lado.

Mas eu fico triste como um pôr de sol
Para a nossa imaginação,

Quando esfria no fundo da planície

E se sente a noite entrada
Como uma borboleta pela janella. [...]


Alberto Caeiro
, 'O Guardador de Rebanhos', 08 Março 1914


G-S

Fragmentos Culturais


26.08.2009

Copyright © 2009-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com® 

Licença Creative Commons 

14 comments:

Gonçalo said...

Ainda não descobriste o prémio? :P

Avelaneira Florida said...

Fragmentos,

um clã que se liga de várias formas ao percurso da história internacional...

que fique o lado positivo das memórias!

Bom fim de semana!!!!

aflores said...

Um nome para a história...história que nem sempre é muito clara nos factos. E um exemplo disso é a morte do irmão mais velho, num "acidente" aéreo, em plena Guerra e numa missão ultra-secreta...

Agradeço e retribuo visita ao meu blog. Gostei de passar por aqui.

Tudo de bom ;)

Rafeiro Perfumado said...

É impossível não simpatizar com esta família, que marcou positivamente a política mundial, nem que não fosse pela coragem de ir contra o status quo vigente.

Dylan said...

Com a morte do senador Edward Kennedy, fechou-se mais um capitulo da dinastia política desta família, marcada pela tragédia e os escândalos, mas mais importante, modelo do idealismo e da concepção do sonho americano.

Todos os irmãos foram expoentes do liberalismo norte-americano, partilharam o mesmo legado: a democracia, inclusive morreram em nome dela. A ambição política progressista era correspondida com triunfos retumbantes, dados pelas minorias sem voz, pelos imigrantes e injustiçados, no fundo, a possibilidade de todos acreditarem novamente na América, pelas mãos de três grandes estadistas.

http://dylans.blogs.sapo.pt/

heretico said...

uma vida com luz e (algumas) sombras...

gostei da crónica do Cutileiro no Expresso.

beijo

Fragmentos Culturais said...

Olá Gonçalo,

Muito sensibilizada pela atribuição do selo 'Blog Frescura' e também pela explicação dessa mesma atribuição. Honra-me muito!

Já fui ao teu sítio agradecer reconhecida, e explicitar os princípios que regem 'Fragmentos Culturais' desde que foi criado.

Aceito-o com a maior alegria, mas Lamentavelmente não posso dar continuidade a essa corrente.

Tenho cumprido os princípios que me impus e sou pessoa de convicções!

Tal como costumo fazer, num próximo log, mencioná-lo-ei como prova de gratidão.

Espero que voltes a 'fragmentos'...

Um beijo,

Fragmentos Culturais said...

'Avelaneira',

Uma família que ficará reconhecidamente na História do séc. XX como uma das que mais se empenhou na defesa de ideais de igualdade e liberdade!

Nesta circunstâncias, não costumo olhar para o lado 'negativo'! Cada um responderá por si...

A tremenda, sentida homenagem que o povo americano lhe prestou, diz muito.

Continuação de excelente semana!
Um beijo,

... pela 'presença', sensibilizada!

Fragmentos Culturais said...

Toda a História tem factos poucos claros, seja de que pais for, 'aflores'!

Uma família rica, bonita e poderosa tem e terá sempre 'inimizades' :(

Penso que a família Kennedy fez imenso pelo seu país. Família essa que talvez por isso, foi profundamente 'fustigada' pelo destino, bem cruel :(

Tanto sofrimento numa família só!

Foi um prazer lê-lo em 'fragmentos'!

Sensibilizada pelas palavras!

Tudo de bom, para si também!
:)

Fragmentos Culturais said...

É impossível, mesmo, 'Rafeiro Perfumado'!

A família Kennedy lutou, alguns dos seus membros foram assassinados, numa luta corajosa de defesa de princípios fundamentais!

Ted Kennedy merece bem a homenagem que o povo americano e o mundo lhe prestou!
O próprio Senado saiu à rua para uma homenagem que não sei se será única na História dos Estados Unidos!

É um prazer ler-te por aqui!

Fragmentos Culturais said...

Com a morte do senador Edward Kennedy, fechou-se o ciclo da dinastia política desta família, marcada por muita coisa, mas essencialmente, pela tragédia que 'truncou' a família, e modelo do idealismo, numa 'concepção do sonho americano'.

Suponho que com ele, acaba mesmo a 'dinastia Kennedy' :((

Da nova geração, o único que tinha bastante carisma e prometia tornar-se talvez um 'continuador Kennedy' era 'John John' filho de JFK. Mas, também ele, morreu dramaticamente...

Fecha-se um ciclo que tanto fez brilhar a democracia norte-americana: o liberalismo defensor das minorias, dos mais pobres, dos mais velhos, dos mais desprotegidos.

Estes os versos que exprimem o que sinto pelo sofrimento e perdas contínuas na família Kennedy.

Espero lê-lo de novo, 'Dylan'! Foi um prazer contar com seu contributo.

Fragmentos Culturais said...

Fez grandes coisas, Ted Kennedy! A sua voz esteve sempre do lado das minorias, lutou contra a discriminação racial e apoiou os direitos cívicos dos americanos mais desamparados.

Merece bem toda a tristeza que se espelhou no mundo! E a homenagem sentida que o povo norte-americano lhe prestou, 'Herético'!

De benjamim a patriarca, numa caminhada de sofrimento e dor!
Mas, não foi isso que o fez desistir de lutar pelos ideais que John e Robert ao lado de Luther King iniciaram!

Um beijo amistoso,

... nenhum homem é perfeito. O que importa é que tenha a coragem de 'se redimir' pela luta contra a injustiça.

Å®t Øf £övë said...

O panorama politico dos Estados Unidos ficou mais pobre com este desaparecimento.
Bjo.

Fragmentos Culturais said...

Tens razão, 'Art-.' :(

Lamento só hoje estar a responder ao teu amistoso comentário.
Ao repor algumas imagens, tenho-me dado conta de alguns comentários que, na altura, me passaram.

Muito obrigada. Um beijo,