Friday, August 29, 2008

Outras poesias da Península Ibérica




Rui Romão
http://www.flickr.com/photos



Bom é que não esqueçais

Que o que dá ao amor rara qualidade

É a sua timidez envergonhada.
Entregai-vos ao travo doce das delícias

Que filhas são dos seus tormentos
Porém, não busqueis poder no amor...

Que só quem da sua lei se sente escravo
Pode considerar-se realmente livre.

Ibn 'Ammãr
Poeta hispano-árabe, 1031-1084

G-S

Fragmentos literários, antigas civilizações na Península Ibérica


29.08.2008
Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®  

Saturday, August 23, 2008

Velas por Tibete





Teer/Osho


Evitar todo o mal.
Cultivar o bem.
Purificar a própria mente:
Esse é o sentimento do Buda

Light a Candle for Tibet at Your Home, With Friends or in Public!

Acende a tua vela! Une a tua luz a mais de 100 mil velas espalhadas pelo mundo! No dia 23 Agosto, pelas 21:00 horas.

candle4tibet

Em tempos incertos, a Luz continua a ser a fonte maior da esperança de Paz para o Mundo. 

A Luz tem a força 
da essência dos seres que nela acreditam, iluminando seus espaços em oferecimento puro de intenções profundas.


G-S

Fragmentos de paz


23.08.2008
Copyright © 2008G-Souto'sBlog, gsouto-digitalteacher.blogspot.com®



Friday, August 22, 2008

E de súbito...






Shaun Curry/AFP 2008
http://news.yahoo.com/


E de súbito desaba o silêncio.
É um silêncio sem ti,
sem álamos,
sem luas.Só nas minhas mãos
ouço a música das tuas.


Eugénio de Andrade, Coração do Dia


G-S

Barajas, Madrid, 20.08.2008

22.07.2008
Copyright © 2008G-Souto'sBlog, gsouto-digitalteacher.blogspot.com®

Saturday, August 16, 2008

A noite em tons de azul...





Rayon Bleu
Vieira da Silva (1961)

http://oneartworld.com

A noite pode ser carinhosa ou penosa! Premonição ou divagação?! Depende do lado que ela, a noite, nos toca!
É difícil saber definir - oh! vaga ilusão querer definir! - quando lemos a divagação d'alma, se estamos perante ficção ou realidade.
É como poisar o olhar sobre esta tela! Cada um de nós poderá encontrar símbolos, percursos, recantos, sonhos dimensionados, sensações, sentimentos, esparsos fragmentos, se a observarmos mais do que uma vez!


Nada como estar de frente para a vida, isto é de olhos nos olhos, para sentir, pressentir quem, o quê... está diante de nós!

E afinal, o que é ficção? O que é realidade? Onde se encontra o limite? Não existe... suponho!

A Alma... ela está nos pequenos gestos, e nos grandes actos de cada um de nós. Ela é Ser! Incomensuravelmente feito de afectos!






G-S

Fragmentos reescritos em 27.07.2008


16.08.2008
Copyright © 2008G-Souto'sBlog, gsouto-digitalteacher.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Sunday, August 10, 2008

Malaca... Património Mundial Unesco




A Conquista de Malaca
Pintura de Condeixa*
Museu Militar - Lisboa

Malaca, ou Melaka, como se diz hoje em malaio, foi conquistada por Afonso de Albuquerque em 1511 e posteriormente ocupada pelos holandeses.



http://www.portugal-linha.pt

"Rasgámos a noite e viemos surpreender o sol no seu Oriente"

Apontamentos de viagem, fonte Reis, Barros, 1999, p. 5


Em 07 de Julho de 2008, a UNESCO acrescentou Malaca, uma antiga fortaleza portuguesa no sudeste asiático, à sua famosa lista World Heritage Sites.

A sua nomeação foi aprovada pelo Comité do Património Mundial da Unesco juntamente com George Town, uma povoação histórica da actual Malásia.



Malaca - O Escudo Português
Fotografia: Surikuku, 2005
http://mazungue.com/imaginario-colectivo/

A entrada de Malaca para a lista de tesouros da Humanidade da UNESCO é uma "honra para todos os malaqueiros", disse hoje à agência Lusa em Macau o padre Lancelote Rodrigues, natural de Malaca.

Macau, China, 08.07.2008 (Lusa)







Fortaleza de MalacaAntónio Bocarro | 
Livro das Plantas das Fortalezas, Cidades e Povoações do Estado da India Oriental 1635

Livro das Plantas das Fortalezas, Cidades e Povoações do Estado da Índia Oriental (imagem)

"Apesar das raízes portuguesas e da manutenção do património da cidade, Lancelote Rodrigues manifesta algum desgosto pelo facto da língua portuguesa ser hoje uma língua apenas dominada pelos mais velhos e desconhece o ensino da língua de Camões na antiga fortaleza portuguesa."

JCS/ Lusa



Fortaleza "A Famosa"
(construída em 1512)

http://www.raiadiplomatica.com

"Da Fortaleza de Malaca, construída pelos portugueses e conhecida pelo epíteto de A Famosa, pela sua quase intransponibilidade, resta a entrada, reproduzida na foto. [...] o que resta da fortaleza “A Famosa” construída pelos portugueses séculos atrás e posteriormente destruída por mãos holandesas.

Malaca estava cheia de lugares e pormenores a lembrar o passado colonial mas, para finalizar a descoberta, faltava ainda ir ao encontro dos descendentes dos conquistadores de outrora."

Filipe Morato Gomes



"Trata-se de uma boa notícia, em particular para os estudiosos da presença portuguesa no mundo. Malaca merece ser classificada como património mundial da UNESCO por três razões: pelo valor memorialístico, pela monumentalidade (em especial o que resta do forte português e a célebre porta que mantém a designação de “A Famosa”) e pela ligação entre o património histórico e o diálogo intercultural com a língua portuguesa (o papiar cristan). Recordo que Afonso de Albuquerque conquistou Malaca em 1511, tornando-a com Ormuz e Goa um dos pontos estratégicos fundamentais do Império do Índico. O missionário S. Francisco Xavier esteve em Malaca pelo menos três vezes e os Holandeses conquistaram a Praça em 1641."


Guilherme de Oliveira Martins, 07.07.2008




Malacca voices from the street
Lim Huck Chin Fernando Jorge
http://www.malaccavoices.com/

Um livro que aconselho aos estudiosos das coisas do Oriente.

"We began by listening to the voices of ordinary Malaccans. We listened to the city's streets, as we searched out hidden corners and abandoned alleyways. Listened to houses and temples, ruins and cemeteries. Even to the murmurs and whispers of empty spaces. We listened at every turn, at every step. To the living and the dead. The past and the present. In the hope that the story of an extraordinary place and its people would be told. And we heard them speak."


"...stunning book is pure poetry..."

YTL LIFE

G-Souto


Fragmentos Culturais

10.08.2008
Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


Licença Creative Commons

Referências:


José Gomes Martins, Varanda do Oriente, 4 fotografias publicadas no seu artigo "foram copiadas "Portugal na Abertura do Mundo" Edição da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses." (não especificadas)


Monday, August 4, 2008

Alexandre Soljenitsyne 1918-2008





Alexandre Soljenitsyne
Joel Robine/AFP http://www.jn.pt/cultura/

O escritor russo Alexandre Soljenitsyne, Prémio Nobel da Literatura em 1970, morreu em Moscovo, às 23:00 de domingo, dia 2 de Agosto.

Alexandre Soljenitsyne é mais conhecido por ter revelado ao mundo a realidade do sistema soviético em livros como "Arquipélago Gulag" - divulgação dos campos de concentração - "Um Dia na Vida de Ivan Denissovitch" - descrição da sua própria vivência como prisioneiro dos gulag - ou "O Primeiro Círculo". 









"No fim da minha vida, espero que o material histórico (...) que eu recolhi entre nas consciências e na memória dos meus compatriotas", disse o escritor em 2007 por altura da atribuição do prestigioso Prémio de Estado russo, atribuído pelo ex-Presidente e actual primeiro-ministro russo Vladimir Putin.


Público/ AFP & Lusa





Alexander Soljenítsin
credits: Dutch National Archives, The Hague, 
Fotocollectie Algemeen Nederlands Persbureau
https://pt.wikipedia.org/

"Devo dizer que, de uma forma geral, Alexandre Issaevitch (Soljenitsine) viveu uma vida difícil mas feliz", afirmou esta segunda-feira a viúva do grande escritor russo, Natalia Soljenitsina, à agência Interfax.


Segundo Gorbatchov , Soljenitsine "foi um dos primeiros que falou abertamente do carácter desumano do regime estaliniano, sem se deixar quebrar".




Alexander Soljenítsin
créditos: Autor não identificado


Soljenitsine
recebeu o Prémio Nobel da Literatura em 1970 e, em 1974, foi expulso da URSS sob acusação de "traição à Pátria", mas regressou à Rússia em 1994.

Nos últimos tempos preparava, com sua mulher, a edição das suas obras completas, em 30 volumes.


Eduardo Guedes/ JN, 03.08.08



"Há uma verdade que está acima do povo, acima da pátria e acima da ideologia."

Alexandre Issaevitch Soljenitsine


G-S

Fragmentos Culturais


04.08.2008
Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®




Sunday, August 3, 2008

Manoel de Oliveira em Serralves




Manoel de Oliveira
http://serralves.com

12 Jul - 02 Nov 2008 - MUSEU
                                                                           
Esta primeira mostra do trabalho do cineasta no formato expositivo centrar-se-á no modo como Manoel de Oliveira reinventou o cinema através de uma linguagem que lhe é única. Paralelamente está programado um ciclo de cinema, onde serão exibidos no Auditório do Museu de Serralves todos os filmes que Manoel de Oliveira realizou até ao momento.

Comissariado: João Bénard da Costa / João Fernandes
Produção: Fundação de Serralves

Fundação Serralves


Manoel de Oliveira foi homenageado em 19 de Maio, durante a última edição do Festival Internacional de Cinema de Cannes 2008, tendo recebido a "Palma de Ouro", o mais importante prémio do festival.

«Prestes a celebrar 100 anos, Manoel de Oliveira é um testemunho vivo da evolução da arte do cinema, da passagem do mudo ao sonoro, do preto e branco ao technicolor, uma personalidade que acompanhou um século de cinema.»

TSF

19.05.2008


Manoel de Oliveira | Reuters 2008
http://www.reuters.com

“Ao longo de um século eu cresci com o cinema e hoje eu sei que foi o cinema que me fez crescer. Viva o cinema”!


Manoel de Oliveira
no Grand Théâtre Lumière

É pois mais do que meritória esta mostra dedicada a Manoel de Oliveira que celebrará 100 anos em Dezembro, sendo o realizador activo mais velho do mundo!

Independentemente de se gostar ou não, ele é um referência fundamental do cinema europeu. E mundial. 

Para além da exibição da sua vasta filmografia e das várias visitas guiadas, é de prestar especial atenção a dois eventos:

Seminário

MANOEL DE OLIVEIRA: O MODERNO PARADOXAL
07-10 OUT 2008, 18h30-21h00

Simpósio Internacional dedicado à obra de Manoel de Oliveira
(datas a anunciar)


G-S



Fragmentos culturais, em jeito de homenagem a um homem que tem dedicado a sua vida ao cinema.

02.08.2008
Copyright © 2008-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


Licença Creative Commons