Monday, March 18, 2019

Leituras no Jardim : apontamentos de Primavera







Gentleman reading in the garden
credits: Carl Spitzweg

"A temperatura está primaveril, sabe bem estar na rua e apanhar a brisa sobre o rosto e sentir os cabelos que, ao de leve, estão vivos. Estou sentada na esplanada do outro lado do jardim contrário ao ponto onde se encontra o cedro e, no seu regaço, um banco que sempre tem alguém sentado. Ou quase sempre. 

Ao longo de gerações e gerações, sentaram-se nele velhos e novos, crianças e jovens, anónimos e conhecidos. Reclinados num cais de águas paradas, sonharam poetas e navegadores, marinheiros e doutores, almas apaixonadas e guerreiras, sábios e conhecedores de coisa nenhuma. 

Neste momento, não está ninguém lá sentado e, no entanto, posso jurar que ainda há pouco tempo lá vi ser escrito um dos mais belos poemas em língua portuguesa e pensados um dos mais profundos pensamentos que nos fizeram prosseguir, quero dizer, continuar na arte dos descobrimentos, do que é, do que significa ser português. 

Sim, porque o significado mais simples "aquele que nasceu em Portugal", não é o mais verdadeiro. dizem os entendidos..."


Agostinho da Silva, O Português dos 3 M

in conto juvenil Fátima Murta

Gosto de literatura juvenil. Nela encontramos, tantas vezes, ensinamentos ou pequenas passagens poéticas que nos levam a reflectir.

E foi assim que li este pequeno e encantador excerto que transmite muito da filosofia empírica de Agostinho da Silva.


G-S

Fragmentos Culturais

18.03.2019
Copyright © 2019-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®