Sunday, September 30, 2007

Paz para Birmânia




Fotografia:David Guttenfelder/AP 2007
http://news.yahoo.com

[...]
Ante o frio,

faz com o coração


o contrário do que fazes com o corpo:


despe-o.


Quanto mais nu,


mais ele encontrará


o unico agasalho possível



- um outro coração. [...]
Conselho do avô


Mia Couto, A Chuva Pasmada, Editorial Caminho, 2004, 1ª edição



Fotografia: Mustafa Quraishi/AP 2007
http://news.yahoo.com


Fotografia: Aung Hla Tun/Reuters 2007
http://news.yahoo.com

John Lenon, Imagine

G-S


Fragmentos em tons de esperança, no 'Dia Mundial da Música'

01.10.2007



Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®



Sunday, September 23, 2007

Marcel Marceau : o poeta do gesto




Marcel Marceau por Marcel Marceau (desenho)
"La parole n'est pas nécessaire pour exprimer ce qu'on a sur le cœur."

Marcel Marceau


Marcel Marceau (1923-2007)

"Dieu vivant au Japon, icône en Amérique du Nord, académicien sacralisé en Europe, Marcel Marceau est une star mondiale qui, depuis plus de 50 ans, fascine les publics des cinq continents."

Maxime Chayon
, 01.04.2004


Morreu Marcel Marceau! O poeta do gesto, o mimo do silêncio! Encantou o mundo e formou toda uma nova geração de mimos.


A sua arte de mimo ou mimo-drama consistiu em dar forma aos seus pensamentos trágicos através dos gestos.


Na essência da mímica, os gestos expressam as aspirações mais secretas da essência da alma, dizia Marceau.

Criador da personagem Bip, ser sensível e poético, inspirado em Debureau e Charlie Chaplin, que lhe permitiu explorar a vida e a sociedade moderna, pondo a nu o seu lado trágico.

Pierrot lunar, olhos pintados a carvão, boca de um só traço vermelho, divertido chapéu alto sobre a cabeça, com uma flor vermelha servindo de panache tal Dom Quixote desarticulado em busca dos seus moinhos de ventura.


Marcel Marceau
http://maxime-ohayon.com

"Avec ses mimiques inimitables, son jeu de mains envoûtant et la gestique expressive de son corps, le mime Français est capable d’ensorceler le spectateur…"

Maxime Chayon, 01.04.2007



http://www.un.org

"Je serai mime ou rien!"
Marcel Marceau


Reconhecido pela sua versatilidade teatral, o artista foi nomeado Embaixador da Boa Vontade das Nações Unidas para o Envelhecimento (2002).

"Mr. Marceau's mission will be to promote awareness of the World Assembly, which aims to address the needs of older persons worldwide, as well as the dramatic impact of population ageing on societies, particularly in the developing world."

http://www.un.org


Marcel Marceau, caricatura


George J. Goodstadt, Inc.
http://www.georgejgoodstadt.com


Deliciou-nos com os seus gestos suaves, tranquilos, silenciosos, impregnados de uma estranha e doce magia trágica que só a alma de um poeta sabe criar.


"A mímica, como a música, sabe como ultrapassar fronteiras e nacionalidades"

Marcel Marceau


G-S


Fragmentos Culturais

23.09.2007
Copyright © 2007-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Saturday, September 15, 2007

A propósito de um quadro...




Júlio Pomar


A pintura contemporânea é a liberdade de experienciar todos os sentires sem prisões a conceitos ou explicações do belo ou do feio da modernidade. Todos somos uma sensibilidade imensa. E o que é belo para um, pode e tem uma realidade para outro.

Júlio Pomar é o pintor português com que me identifico por inteiro! É com um olhar inteiramente livre que contemplo as suas telas! Sempre!



Composition
Julio Pomar, 1928

Não busco a compreensão da tela! Deleito meu sentido estético-visual no esplendor da cor, na profusão pictórica, naquele traço que lhe é tão peculiar.



Dom Quixote e os carneiros 
Julio Pomar, 1963


Não me constrangem a imaginação nem me atam a conceitos! Olho cada uma das suas telas, independentemente dos vários ciclos temáticos, como uma narrativa onde construo minha própria trama sensitiva, colorida, multifacetada, em esparsos cambiantes de forte aconchego interior!


[...] e cuja base imaginária assenta (assentará?) no infinito do nada onde mergulham sem mercê nuvens, razões, poderes."

Júlio Pomar, Da Cegueira dos Pintores, Imprensa Nacional Casa da Moeda, 1986





Camões
Julio Pomar, 1989

Vem a propósito este meu divagar ao ler a notícia do reaparecimento do quadro Camões pintado por Júlio Pomar entre 1988-1989 e que estava dado como desaparecido desde 2003!

Há coisas inexplicáveis?


"Quanto mais uma obra «actual» possuir os elementos particulares do artista e do seu século, tanto mais facilmente encontrará acesso à alma dos seus contemporâneos." (...)


Kandinsky, Do Espiritual na Arte
, Publicações Dom Quixote, 1987


G-S

Fragmentos Culturais

16.09.2007
Copyright © 2007-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®



Licença Creative Commons

Saturday, September 8, 2007

Arte : Festival Cinema Veneza 2007





64ª Edição Festival Cinema 2007
Domenico Stinellis/ AP 2007
http://news.yahoo.com/photos

Festival de Cinema Veneza (Venice Film Festival) é um dos mais célebres e conotados festivais de cinema. 

Celebra este ano o seu 75º ano de existência, sendo o mais antigo do mundo. O facto da edição deste ano ser a 64ª deve-se a aspectos que motivaram a sua interrupção.

Para a comemoração do 75º ano, Marc Muller, o seu director, encomendou um décor especial para a fachada do Palácio de Cinema a Dante Ferretti, conhecido designer e já vencedor de um Óscar.

O festival decorreu de 29 de Agosto a 08 de Setembro. E por lá passaram grandes estrelas, e vinte e dois filmes, numa forte presença norte americana, competindo para o 'Leão de Oiro'.


Festival de Toronto realiza-se quase simultâneamente e atraiu alguns dos filmes que Muller gostaria de ter tido na sua selecção.


Entre o Festival de Cannes e o Festival de Berlim, o Festival de Cinema de Veneza foi durante muitos anos considerado o festival de cinema de Autor.

Aí se revelaram Bergman, Fellini e Kurosawa e tantos outros autores, mestres consagrados.





64ª Mostra de Arte Cinematográfica
Cristophe Simon/ AFP 2007

http://news.yahoo.com/photos


"O cinema só trata daquilo que existe, não daquilo que poderia existir. Mesmo quando mostra fantasia, o cinema agarra-se a coisas concretas. O realizador não é criador, é criatura."

Manoel de Oliveira


O júri deste ano é composto unicamente por realizadores - Catherine Breillat, Paul Verhoeven, Emanuele Crialese, Alejandro González Iñárritu e Zhang Yimou, o presidente.






Júri 64ª Edição Festival Cinema Veneza
Luigi Constantin/ AP 2007
http://news.yahoo.com/photos

Os filmes americanos que disputavam o 'Leão de Ouro' (símbolo da cidade) foram   nove. E desde logo, dois prenderam as atenções por se centrarem num assunto que preocupa profundamente a opinião mundial - o conflito no Iraque.

Redacted - Brian de Palma 

In the Valley of Ellah - Paul Haggis


As opiniões dividiram-se muito e, como sempre em Arte, as leituras são profundamente subjectivas, mesmo quando feitas por especialistas.

Deste modo, Brian de Palma acabou por sair vencedor com o filme Redacted.





Leão de Prata - 'Redacted' Brian de Palma
Alessandro Bianchi/ Reuters 2007

http://news.yahoo.com/photos

Houve surpresas e Ang Lee foi apanhado desprevenido, segundo as suas palavras, com a entrega do 'Leão de Oiro' ao filme Luxúria, Precaução que deixou alguma sensação de desconforto em vários críticos pelas cenas demasiado ousadas. Pelos vistos, também em Ang Lee, segundo comentários.

Ang Lee obtivera já o mesmo galardão há dois anos com o filme
Brokeback Mountain






Leão de Oiro: Lust, Cautin Ang Lee
http://www.imdb.com

Quanto ao desempenho, foram distinguidos os actores Brad Pitt et Cate Blanchett que não estiveram presentes na cerimónia da entrega da 'Taça Volpi'.



Melhor Actor: Brad Pitt
The Assassination of Jess James by the Coward Robert Ford


http://www.imdb.com




Melhor Actriz: Cate Blanchett
I'm not There
http://www.imdb.com

Três mestres do cinema, Nikita Mikhalkov, Youssef Chagine, e Manoel de Oliveira encerraram o Festival.

O filme Cristovão Colombo - O Enigma de Manoel de Oliveira foi galardoado pela crítica independente com o Bisatto d'Oro, tendo sido considerado a obra mais significativa da Mostra.


"A crítica afirmou que a obra de Oliveira é «o olhar de um grande mestre sobre o nosso mundo. Um retorno ao mito de Ulisses e à Demanda. Uma repreensão a quem se esquece que o amor move todas as coisas»."

SOL, com agências

G-S

Fragmentos Culturais


9.09.2007
Copyright © 2007-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Thursday, September 6, 2007

O Sorriso de Madre Teresa




Madre Teresa - Macedónia

Robert Atanosovski /AFP 2007
http://www.abc.net.au



Madre Teresa (desenho)*

"Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota."


Madre Teresa de Calculta
 
O facto de serem publicadas as 'Confissões de Madre Teresa' fez-me confusão! Não pelo facto ser de carácter religioso, mas pelo direito à privacidade de alguém que já morreu e que portanto não pode opinar.


Fui sempre contra a publicação de cartas pessoais ou diários de carácter intimista se não for feita pelo próprio ou segundo a sua vontade.
 
Já exprimi este sentimento sobre a publicação das 'Cartas de Amor' de Fernando Pessoa.

Manifesto-me agora, a propósito das 'Confissões de Madre Teresa', um ser humano que deu a vida por uma causa como poucos o fizeram.


Penso que o fim não serve a causa. A canonização de Madre Teresa será ditada pelos milhares de seres a quem ela sorriu toda a sua vida, sorriso que as suas seguidoras continuam a perpetuar.
O que sujeita estes seres já desaparecidos a julgamentos de valor que me entristecem? Tirá-las da grandeza dos seus feitos? 
Como é possível as pessoas interpretarem ou compreenderam os seus desabafos ou pensamentos se não conviveram com Madre Teresa, no dia-a-dia, não souberam nunca o que lhe ia na alma, como reagia face aos momentos felizes ou de desespero, vivências interiores de um amor dedicado aos que sofrem?


Quem não tem dúvidas em momentos de crise, de grande desaconchego? Quem é capaz de ficar indiferente perante tanta miséria humana que passa diante dos nossos olhos de meros espectadores?


E então como reagiriam as pessoas lá, tal como as suas Missionárias da Caridade, vivendo no campo do infinito sofrimento, digam... como reagiriam face à desgraça à fome, à doença, à miséria, à morte, ao desencanto?



Ora, senhores!
 

"A todos os que sofrem e estão sós, dai sempre um sorriso de alegria. Não lhe proporciones apenas os vossos cuidados, mas também o vosso coração."



Madre Teresa



Foto: G-S
(proibida a reprodução)
© 2010-Fragmentos Culturais Blog


 
Happy Feast Day Mother Teresa!





G-S


Fragmentos Culturais
06.09.2007
Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

* Desenho sem autor identificado. Não se pretende lesar o autor da imagem a quem pertencem todos os direitos.