Saturday, August 10, 2019

Fragmentos Culturais : 13 anos !





Ryuichi Sakamoto
credits: Courtesy Ryuichi Sakamoto CODA
via Variety


"I want to break down the walls between genres, categories or cultures."



Ryuichi Sakamoto

Ryuichi Sakamoto apresentou o seu ultimo trabalho Insen, 2005 com Alva Noto na Casa da Música, no passado dia 11 de Julho 2006. Depois da passagem pelo Coliseu do Porto, no projecto Morelenbaum2/Sakamoto com Jaques e Paula Morelenbaum, numa travessia pela bossa-jazz, confesso que as minhas expectativas eram enormes nesta actual incursão de tão conceituado compositor e intérprete.



Ryuichi Sakamoto & Alva Noto

"This global view to the different cultures is just part of my nature."



Ryuichi Sakamoto


Foi com este concerto de Ryuichi Sakamoto, ou melhor com a minha indignação sobre o que se passou com o público na Casa da Música, nessa noite de 11 de Julho 2006, que Fragmentos Culturais nasceu.

Noite de 27 Julho 2006. Uma porta entreaberta para os meus afectos culturais. Livros, concertos, exposições, cinema, teatrobailado, pinturaentre outras vertentes que me atraem, ligadas à arte e à cultura Única temática deste blog.

Treze anos? Não imaginaria que perdurasse tanto tempo! Gosto de escrever. Fujo de expor a minha intimidade. E, no entanto, ao escrever sobre o que gosto, acabo por me desnudar no concerne os meus sentimentos via cultura.

Hoje muito menos activa, na escrita. Assola-me, por vezes, a ideia de apagar. Mas é um espaço que encerra tantas lembranças! E de vez em quando venho por aqui, ainda, escrever.

Bons momentos, amistosos momentos, de partilha cultural, troca de ideias entre amigos que se fizeram e foram desaparecendo. Uns pela vida, outros pelo cansaço ou desinteresse pela blogosfera. 

Alegrias, risos. Tristezas também. Perdas irreparáveis.

A blogosfera fez parte de uma época. Pelo menos, nos termos em que alguns de nós criámos nossos espaços. Hoje, vira-se mais para a publicidade de artigos, moda, trends (palavra da nova era). Mas outros haverá ligados à cultura, política, ideias sociais ou até humor. Não duvido.





'Adagio In G Minor'/ Oil painting
credits: Andre Kohn

De vez em quando, volto aqui e (re)leio alguns dos textos que escrevi. Uns me surpreendem, apesar do tempo. Sentimentos que não consegui esconder? E que hoje, mantido o distanciamento, olho com nostalgia.

Outros fazem-me sorrir - como escrevi algumas coisas?

E outros trazem-me lágrimas ao olhar. Saudades de seres que partiram e que continuam a estar presentes em meu coração. Quanta falta da presença viva.

Sinceros momentos que tentarei deixar por aqui mais algum tempo...

Agradeço a todos os que me leram, comentaram, as palavras amigas, afectos digitais que foram poisando por aqui. E até aqueles cujo olhar se deteve por momentos, aqui. Em Fragmentos Culturais.


Até ao dia em que decida, finalmente, desligar-me deste espaço. 


Se tanto me dói que as coisas passem
É po
rque cada instante em mim foi vivo

Na busca de um bem definitivo
Em que as coisas de Amor se eternizassem



Sophia de Mello Breyner, Se tanto me dói que as coisas passem


G.S.

Fragmentos Culturais 

10.08.2019
Copyright © 2019-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®