Tuesday, August 22, 2017

Filme turistico português galardoado : I Choose the Center of Portugal





créditos: I Choose the Center of Portugal

O filme turístico I Choose the Center of Portugal realizado por Sara Reis e produzido pela Slideshow venceu o Prémio Internacional Silver Screen na 50ª edição do Festival Internacional de Filme e Vídeo em Los Angeles, Estados Unidos.

O filme obtera Turismo Centro de Portugal obtera ECTAA Preferred Destination 2017. Tem apenas dois minutos e pouco, é dedicado às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.






"O facto de ganharmos este galardão nos Estados Unidos assume particular importância, uma vez que o mercado norte-americano tem um grande potencial de crescimento na nossa região”, 

Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal




Pedro Machado na recepção do Prémio (2016)
Istambul

O filme já tinha sido galardoado no Festival de Cinema de Turismo de Istambul como "Melhor Filme", na categoria de Destinos Turísticos/ Tourism Destination | Country em 16 Junho 2017.

Fora um dos grandes vencedores do Festival ART&TUR 2016, onde arrecadou o “Grand Prix – Nacional”, entre 109 filmes de produção nacional, 301 filmes provenientes de 52 países. 

Foi galardoado ainda com 1.º Prémio na categoria “Destinos Turísticos – Região”.

Lindo! Imagens de incrível beleza, como o nosso país merece e particularmente o centro de Potugal. Qualidade de fotografia admirável. Narração magnifíca. 

Esperava ler na ficha técnica final os nomes dos autores da fotobrafia e da narração...

G-S

Fragmentos Culturais

22.08.2017
Copyright © 2017-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Friday, August 18, 2017

Silêncios





Twitter

"Courageous people do not fear forgiving, for the sake of peace."

Nelson Mandela

G-S

Fragmentos Culturais

18.08.2017

Copyright © 2017-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®


Wednesday, August 2, 2017

Jeanne Moreau & Sam Shepard : tributo






Jeanne Moreau 1928-2017
années 60
© Abaca 

Perdemos dois nomes grandes da história do cinema e do teatro. Longas e brilhantes carreiras repartidas por várias décadas. No mesmo dia. Dia 31 de Julho. Jeanne Moreau e Sam Shepard.

Será impensável referenciar exaustivamente a carreira de cada um destes enormes vultos das artes cénicas europeia e norte-americana. Apenas apontamentos marcantes. Um tributo despretensioso.


"It's Beautiful to be alive."


Jeanne Moreau


Jeanne Moreau, actriz consagrada mundialmente, mais no cinema do que no teatro por onde passou. também cantora reconhecida. Nasceu em 23 Janeiro de 1928.







"As pessoas - e as mulheres em especial - preocupam-se demais com o envelhecimento. Mas nós parecemos mais novos se não nos preocuparmos com ele."



Jeanne Moreau

"Desaparece assim uma figura central na história do cinema francês e, em boa verdade, de todo o cinema europeu das últimas sete décadas - desde os tempos heroicos da Nova Vaga, com Fim de Semana no Ascensor (1958) e Os Amantes (1958), ambos dirigidos por Louis Malle, manteve uma actividade regular até há muito pouco tempo, tendo integrado o elenco de O Gebo e a Sombra (2012), derradeira longa-metragem de Manoel de Oliveira."


João Lopes, DN Artes






Jeanne Moreau & Jean-Paul Belmondo
Moderato Cantabile
Peter Brook
credits: Rooyal Films/Allstar
https://www.theguardian.com/film/gallery/

Começou no teatro, passou pela Comédie Française. Mas o reconhecimento decisivo veio com o galardão no Festival de Cannes (1960), pela interpretação em Moderato Cantabile, o filme de Peter Brook baseado no romance de Marguerite Duras

Meio século mais tarde, em Cet Amour-Là (2001), em que interpretou com subtileza comovente a personagem da própria Marguerite Duras.







Jeanne Moreau & Marcello Mastroiani
La Notte, 1960
Michelangelo Antonioni
credits: Ronald Grant Archive





Jeanne Moreau
Jules et Jim, 1962
François Truffaut
credits: Snap Stills/Rex Features

Trabalhou com os maiores realizadores europeus a partir dos anos 50: Jean CocteauMichelangelo Antonioni, François Truffaut, Louis Malle, Roger Vadim, Luis Buñuel, Orson WellsJoseph Losey, Elian Kazan, entre muitos outros. 

Continuou sua longa carreira no cinema 
até a um passado recente (2015) com Bertrand Blier, Rainer Werner Fassbinder, Wim Wnders ou Manoel de Oliveira (O Gebo e a Sombra (2012). Interminável, a lista.


Moreau foi também galardoada como Melhor Actriz no Festival de Veneza, no drama controverso Les Amants (1958) de Louis Malle. E Leão de Ouro Prémio de Carreira em 1992.






Jeanne Moreau
Les Amants, 1958
credits: The Criterion Collection/Allstar

Recebeu Le César de Melhor Principal em La Vieille qui Marchait dans la mer (1991) et Le César de Actriz Secundária na interpretação em Le Paltoquet, (1987) contracenando com outro grande actor Michel Piccoli. E César Honorário - 60 anos de carreira (2008).

Nomeada para Bafta de Melhor Actriz Estrangeira com o filme Jules et Jim (1962) e galardoada com o Bafta de Melhor Actriz Estrangeira no filme Viva Maria (1965) ao lado de Brigitte Bardot.







Jeanne Moreau/ Vogue (1965)
crédits: Bert Stern/Condé Nast via Getty Images

"C'est un mode de vie, il m'ouvre aux autres et me donne une meilleure compréhension des hommes comme des femmes."

Jeanne Moreau

Jeanne Moreau é para mim uma referência afectiva, herdada de meus pais. Adoravam a cultura francesa. E reverenciavam a grande actriz.

Mais tarde, fui ver alguns do seus filmes em sessões de CineClube, em voga nos anos 80-90. Aprendi a admirá-la pelos olhos da afectividade da memória de infância. E foi essa saudade de menina que me levou, jovem-adulta, a procurar ver alguns dos seus melhores filmes. Jules et Jim, La Notte, Moderato Cantabile.

She is an icon of French cinema - but very much a living one. "





Sam Shepard foi um afecto meu. Desde Paris Texas de Wim Wenders. Embora a notícia da sua morte fosse divulgada no mesmo dia de Jeanne Moreau31 de Julho, o dramaturgo e actor de teatro e cinema norte-americano morreu no dia 30 de Julho. Nasceu a 5 Novembro 1943




Sam Shepard 1943-2017
François Guillot/ AFP/Getty Images
http://www.imdb.com/

Considerado mestre da dramaturgia norte-americana, pela Laura Pels International Foundation for Theater Award, Sam Shepard  - a IMDb presta-lhe uma linda homenagem - Shepard escreveu 44 peças de teatroentre as quais “Curse of the Starving Glass” e “True West”. “Cowboys”, “The Rock Garden” e “La turista”, esta última, uma alegoria sobre a Guerra no Vietname.





Sam Shepard at the Venice International Film Festival in 2007.
credits: Alberto Pizzoli/AFPSource: AFP
Recebeu o Prémio Pulitzer de Teatro em 1979 com peça Buried Child. E foi nomeado mais duas vezes com “True West” e “Fool for Love”.
Shepard foi também nomeado para o Óscar de Melhor Actor Secundário pela sua participação do piloto Chuck Yeagerno filme The Right Stuffrealizado por Philip Kaufman (1983). Shepard foi um actor de cinema mais ou menos relutante. Preferiu sempre o teatro.

"A reluctant movie star who was always suspicious of celebrity’s luster, he was more at home as one of the theater’s most original and prolific portraitists of what was once the American frontier."

Ben Bratley, NYT



Sam Shepard escreveu o argumento do filme Paris Texas, de Wim Wenders  (1984) com o qual ganhou o Bafta Award em 1985. Participou no filme.

Vem daí minha enorme admiração pela sua arte: dramaturgia. Descreve como nenhum outro, as relações, muitas vezes explosivas, da família norte-americana. 





Bloodine, parte 2/ TV série
Sissy Spacek & Sam Shepard

Gostaria de poder ver em alguma cadeia de séries que temos por cá, Bloodine.

Recebeu o Robert Altman Award (2014) com Maud e teve vastas nomeações para outros prémios.




Sam Shepard, 2016
credits: Chad Batka/ NYT

CredCredithad Batka for The New York Times
"The taciturn Shepard, who grew up on a California ranch, was a man of few words who nevertheless produced 44 plays and numerous books, memoirs and short stories.
His 1979 play Buried Child won the Pulitzer for drama. His Western drawl and laconic presence made him a reluctant movie star, too."

Staff writersNews Corp Australia Network

Shepard começou a escrever poesia e a representar ainda na adolescência. Mais tarde, quando estudava Veterinária, decidiu juntar-se a um grupo de teatro e rumou a Nova Iorque.



Holy Modal Rounders
Tocou bateria e guitarra no grupo freak-folk Holy Modal Rounders, viveu com Patti Smith e Jessica Lange. Chegou a integrar, na década de 70, a digressão Rolling Thunder Revue, de Bob Dylan (Nobel da Literatura 2017).




Sam Shepard
credits: Jemal Countess - © Getty Images
Em Portugal, podemos encontrar vários livros de Sam Shepardentre os quais “Loucos por Amor”, “Crónicas Americanas” e “O Grande Sonho do Paraíso”.

"As in Shepard’s plays, time past and time present blur and overlap in this story, just as boundaries — between, say, an actor and his roles, a writer and his creations — grow fluid and porous. …

Michiko Kakutani, NYT

G-S

Fragmentos Culturais

02.08.2017
Copyright © 2017-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®
Nota: Há posts elencados nesta publicação que Google Chrome aponta como infectados. Não corresponde à verdade quando verificados em Windows (versão actulizada).