Thursday, October 22, 2009

10ª Mostra Cinema Francês no Porto




Cartaz Festa Cinema Francês
http://www.festadocinemafrances.com

Está a decorrer desde anteontem, dia 20 de Outubro, a 10ª Festa do Cinema Francês que irá continuar até ao próximo dia 29 de Outubro, na Fundação de Serralves e nas salas Cidade do Porto, com a exibição de dezanove filmes, alguns dos quais não passarão, como sempre, pelo circuito comercial.

Agnès Varda
Photo: Rosallie Varda
http://highmuseum.wordpress.com

Though women played a major role as muses to the French New Wave of the 1960s (think Jean Moreau, Anna Karina, and Catherine Deneuve), Agnes Varda was the only female director in that influential movement. She began her career as a still photographer, taking family photos in a Paris department store to support herself. When she felt the need to add words to her images, she turned to filmmaking.

Linda Dubler

O programa do festival foi apresentado na quinta-feira da semana passada, no Instituto Franco-Português, onde os organizadores revelaram que a cineasta belga Agnès Varda, estaria em Lisboa para um ciclo com todas as suas curtas-metragens. Agnès Jaoui marcaria presença na abertura do evento com o filme «Parlez-moi de la pluie», avançou a agência Lusa. 


Agnès Varda, precursora da "Nouvelle Vague" francesa, começou a sua carreira de cineasta em 1954 com La Pointe Courte. A sua obra estende-se por mais de 35 filmes, sendo o último, o recém-estreado Les Plages d’Agnès - e, ultimamente, por diversas vídeo-instalações.

Ontem, precisamente, foi exibido em
Serralves, o último filme de Agnès Varda, Les Plages d'Agnès, filme autobiográfico, visualmente arrebatador, segundo o que li. Este
filme passou, fora de competição, na 65ª Edição Festival de Veneza 2008.

"O mar, motivo central da sua obra, desde o  primeiro filme, encenado em Bord de Mer - praia de areia, e vídeo, interrogando a relação entre o real e a imagem…"


Agnès Varda, a realizadora belga de 81 anos foi homenageada em Serralves, numa Conversa no Auditório de Serralves, que contou com a presença especial de Manoel de Oliveira.




Como perdi o filme, por questões pessoais, deixo as impressões de Linda Dubler:


"The elfin Varda, now 81, introduces herself as a someone acting the role of a pleasingly plump old lady, a sly way of letting us know that fantasy and embellishment count as much as documentary truth in her playbook. Standing on the shore with the waves pounding behind her, Varda tells us that she believes that people hold landscapes inside themselves. “If we opened me up we’d find beaches,” she says. Surrounding her are myriad production assistants, setting up mirrors in the sand. These mirrors capture the water (fluid and changing as memory) and announce the introspective, reflective, and fragmented form that her film will take".

High Museum of Arts:Films



Fundação de Serralves

Também ontem, pelas 18h30, a cineasta belga inaugurou a sua Exposição "Agnès Varda - Duas vídeo-instalações", na Capela da Casa de Serralves. Aí poderá ser visitada de 21 de Outubro a 29 Novembro 2009. Toda a programação de Serralves dedicada a Vardas, aqui



Le Plaisir de Chanter

A Mostra continuará com obras o drama "Clèo de 5 à 7", de Agnès Varda, a comédia de espionagem "Le Plaisir de Chanter" de Ilan Duran Cohen, "Le Bal des Actrices" de Maïwenn Le Besco, e ainda o drama histórico "Eden à L'ouest" de Costa-Gavras.

O primeiro já vi faz algum tempo. Gostaria de rever
Costa-Gravas, um autor que conheço de filmes anteriores. 
Destaco ainda a antestreia do documentário "Ne change rien"», de Pedro Costa, centrado na actriz e cantora francesa Jean Balibar.

Adoro cinema francês. E não é muito frequente vermos bons filmes em língua francesa no circuito comercial. Daí este tipo de eventos serem muito bem vindos.


G-S

Fragmentos Culturais


22.10.2009

Copyright © 2009-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®  

 Licença Creative Commons 


Referências:

Porto recebe o melhor do cinema francês
http://jpn.icicom.up.pt/2009/10/19/porto_recebe_o_melhor_do_cinema_frances.html 




Saturday, October 10, 2009

Dia Mundial Contra a Pena de Morte








“O Grande Jubileu (2000) é uma excelente oportunidade para promover no Mundo um maior respeito pela vida e dignidade de cada pessoa. Renovo o meu apelo a todos os líderes, para que se chegue a um consenso internacional pela abolição da Pena de Morte...”.

Papa João Paulo II
12 Dezembro 1999


G-S

Fragmentos

10.10.2009


Copyright © 2009-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Thursday, October 8, 2009

Herta Mueller - Nobel da Literatura 2009




Herta Müller | Nobel Literatura 2009
Fotografia: REUTERS 2009

I am very surprised and still can not believe it" - disse Mueller, segundo o seu editor na Alemanha. "I can't say anything more at the moment".

A escritora alemã, de origem romena Herta Müller ou Herta Mueller é a vencedora do "Prémio Nobel de Literatura 2009", segundo o anúncio da Real Academia Sueca, hoje 08 Outubro 2009.




Herta Müller nasceu na Roménia em 1953, numa região de minoria de língua alemã. Poeta, romancista e ensaista, a sua obra é marcada pelas duras condições de vida na Roménia sob o regime de Ceausescu.


A nomeação é da responsabilidade do Nobel Committie at the Swedish Academy e poderá ser consultado aqui

A escolha foi justificada pela forma como Mueller retratata "a paisagem dos desapossados".

Segundo Peter Englund, representante da Academia, "a escritora tem uma história forte para contar".



Herta Müller

Nobel da Literatura 2009
http://upload.wikimedia.org/

"who, with the concentration of poetry and the frankness of prose, depicts the landscape of the dispossessed"

Nobelprize.org


Müller estreou-se com a colectânea de contos "Niederungen" (1982), censurada no seu país. Dois anos mais tarde publicou uma versão não-censurada deste livro na Alemanha e, no mesmo ano, "Druckender Tango", na Roménia.

Da autora estão publicados em português os romances "O Homem é um Grande Faisão sobre a Terra", edição da Cotovia, e "A Terra das Ameixas Verdes", da Difel.

Infelizmente nenhum se encontra em catálogo, quando andei a pesquisar. Ao consultar Literatura Estrangeira, por autor na Difel, não me apareceu sequer como opção o nome de Herta Mueller!

Se passarmos o olhar pela listagem dos laureados Nobel a Literatura... de 1901 a 2008, no sítio web da Nobel Academy, facilmente se concluirá que laureados "no feminino" são raros.

A primeira laureada foi Selma Largelöf em 1909:

"in appreciation of the lofty idealism, vivid imagination and spiritual perception that characterize her writings"

E a penúltima foi Doris Lessing em 2007:

"that epicist of the female experience, who with scepticism, fire and visionary power has subjected a divided civilisation to scrutiny"

No ano em que a UNESCO escolheu o tema "Gender Equality Policies in Media Organizations” é interessante saber que o Nobel da Literatura é de novo uma laureada.


Já referi humildemente, e considero-me uma boa leitora, que não conheço Herta Mueller. Como quase sempre, editores e livreiros são apanhados tão desprevenidos quanto nós, público leitor.

Esta tarde, depois da pesquisa online, dirigi-me a uma das livrarias mais reputadas da cidade. Perguntei ingenuamente se tinham alguma obra da autora.

Uma senhora com ar muito empertigado, respondeu-me com alguma indelicadeza que não. E, continuou muito segura, corrigindo-me, que só existia uma obra da autora, editada em língua portuguesa.

Educadamente e, com um sorriso tímido mas convicto, argumentei que havia dois. Depois, agradeci e saí, não sem me deter em algumas mesas de exposição.


Lembrei então um livreiro que gosto de seguir no seu blog Pó dos Livros, quando tenho algum tempo mais disponível. Refere ele que nem sempre os livreiros conhecem tudo...

Gosto da sinceridade!

G-S

Fragmentos literários

08.10.2009
Copyright © 2009-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com® 

Licença Creative Commons

Thursday, October 1, 2009

Dia Mundial da Música





Giuseppe Cacace/AFP 2008


La música es la voluoptosidad de la imaginación
Eugène Delacroix, pintor (1798-1863)


"A música expulsa o ódio dos que vivem sem amor. Dá paz aos que não têm descanso e consola os que choram.

Os que se perderam encontram novos caminhos e os que tudo rejeitam reencontram confiança e esperança."

Pablo Casals, virtuoso violoncelo, maestro (1876-1973)


G-S

Fragmentos Culturais
Les sons et les parfums tournent dans l'air du soir, Claude Debussy a ouvir aqui


01.10.2009
Copyright © 2009-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®