Monday, May 27, 2013

Prémios Príncipe de Asturias 2013





Source: pbs.org via CLIO Awards on Pinterest

Annie Liebovitz | Meryl Streep

E eis-me de novo a escrever sobre Prémio Príncipe de Asturias! Ser-me-ia impossível não o fazer. É que este ano, o Prémio Principe de Asturias, um dos mais reconhecidos galardões no campo das Artes, premeia duas figuras que admiro. Muito!

Annie Liebovitz, fotógrafa norte-americana, vencedora do Prémio Comunicação e Humanidades 2013, pelos 42 anos de carreira, a maioria dos quais dedicados ao retrato.

Michael Haneke, director cinematográfico austríaco, considerado o 'poeta do desassossego cinematográfico', vencedor do Prémio das Artes 2013.



Annie Leibovitz
Annie Leibovitz, nascida em Waterbury (Connecticut) estudou pintura no Instituto de Arte de San Francisco ao mesmo tempo que frequentava aulas nocturnas de Fotografia. Tornou-se fotógrafa reconhecida nos anos 70. A timidez no trato contrastava com as fotos teatrais e psicológicas que se tornaram a sua assinatura enquanto artista.

Presente nos tempos da contra-cultura nova-iorquina, confessou numa entrevista que, nessa altura, se sentia fracassar sempre que não tirava uma boa fotografia. Em 1971, Annie Leibovitz começou a trabalhar na revista Rolling Stone, e aí iniciou a fotografia artística de estrelas da música. 




Source: pbs.org via CLIO Awards on Pinterest

Annie Leibovitz | Mikhail Baryshnikov

É uma das fotógrafas mais respeitadas no campo cultural e político dos Estados Unidos. Diante da sua objectiva posaram personalidades da dança, rock, desporto e líderes políticos, bem como a maior parte das estrelas de Hollywood.

É sua a icónica fotografia de John Lennon e Yoko Ono abraçados, segundo a fotógrafa, retratados na véspera do assassinato do músico e compositor.

Fotografías de Leibvitz  têm estado patentes em exposições, museus e galerias de todo o mundo. Locais conceituados como a National Portrait Gallery do Instituto Smithsonian (Washington) - foi a primeira mulher e o segundo fotógrafo vivo a ter esse privilégio; Internacional Center of Photography (Nova York),  Stedelijk Museum (Ámsterdão), Maison Européenne de la Photographie (París), National Portrait Gallery (Londres), Hermitage Museum (São Petersburgo) e Pushkin Museum (Moscovp).

Ganhou o CLIO Honorary Award 2012 por ser autora dos mais belos retratos (fotografia) do nosso tempo. 

"CLIO Award recognizes individuals who are changing the world by encouraging people to think differently".

Aconselho a visitarem o seu portefólio  na rede social Pinterest.


Michael Haneke | Reuters
Michael Haneke, nascido em Munique, estudou Filosofia, Psicologia e Teatro na Universidade de Viena. O seu penetrante e radical olhar sobre a sociedade tem-lhe permitido explorar terrenos desconhecidos, sendo um dos mais destacados autores e realizadores do cinema contemporâneo europeu, reconhecido mundialmente.

Entre a sua filmografia iniciada em 1981, contam-se películas como The Piano Teacher (2001), baseada no romance homónimo de Elfriede Jelinek, Prémio Nobel da Literatura, Funny Games (1997-2007), Caché (2005), The White Ribbon (2009).



Michael Haneke | Amour

Com seu último trabalho, Amour (2012), um retrato da incondicionalidade do verdadero amor e da desolação e desespero da deteoriação física da velhice, Haneke  conquistou de novo a 'Palma de Oiro' do Festival de Cannes 2012, um Globo de Oiro (Melhor Filme Estrangeiro) e dois Oscars (Melhor Realizador, Melhor Actriz).


G-S

Fragmentos Culturais


26.05.2013

Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Saturday, May 18, 2013

Falemos de Museus





E hoje é Dia Internacional dos MuseusDa América à Oceania, passando pela Europa, Ásia e África, o Dia  Internacional dos Museus celebrado desde 1977, é um momento único para a comunidade dos museus a nível mundial.

Este ano, participam perto de 33 000 museus de 129 países. Um novo país, o Suriname, se associa a esta celebração.

Todos os anos, o ICOM propõe um tema de reflexão para estas festa dos Museus. 2013 tem então por lema uma equação: 

Museus (memória + criatividade) = progresso social

Optimista, este tema em forma de equação reúne, de forma dinâmica, diferentes conceitos essenciais para definir o papel dos museus na sociedade actual, sublinhando a natureza universal destas instituições e a influência positiva que devem ter na comunidade. 

Resume o grande afastamento (memória) que os museus por vezes sofrem, e alerta para a vocação (criatividade) de contribuir para o desenvolvimento e a união da comunidade (progresso social).

No Ano Europeu dos Cidadãos faz sentido a grande preocupação social da arte.



Musée Louvre-Lens
foto: Michel Spingler/AP


Mas ao Dia Internacional dos Museus junta-se a Noite Europeia dos Museus, uma iniciativa que tem um imenso impacto em França, já que foi o pais que introduziu esta nova faceta de ver arte em tempo nocturno. Proposta em 2005 pelo Ministério da Cultura e da Comunicação de França, é patrocinada pelo ICOM desde 2011.

Para se informar sobre os espaços que pode visitar neste Dia Internacional dos Museusconsulte AQUI o programa.

Confesso que optei pelo poster internacional por considerar o poster português de incrível mau gosto e de notável falta de sentido estético. Afinal estamos a falar de Arte. Não é que concorde que o poster oficial só contemple três línguas.

Poderá ser enriquecedor passar pelas páginas da Noite Europeia dos Museus e do Dia Internacional dos Museus no Facebook para ficar a par de muitas das actividades que terão lugar nos espaços museológicos. Terá também uma visão cultural mais alargada do que vai acontecendo no mundo da arte neste dia e nesta noite de 18 Maio dedicados aos Museus.



Por exemplo, a Noite dos Museus em França passou a ser um ritual cultural de grande impacto. A nona edição da Noite Europeia dos Museus será, portanto, um pouco a noite de todos os possíveis. 
"Les expositions permanentes et temporaires seront agrémentées, le temps d’une soirée, de visites inattendues, son et lumières, concerts, projections, spectacles, circuits et parcours thématiques. Un très beau programme de découverte festive pour satisfaire votre curiosité insatiable, sans dépenser le moindre sou."
EM 2012, dois milhões de noctívagos franceses participaram na Nuit Européenne des Musées, e mais de 1300 estabelecimentos culturais se inscreveram. 
Neste ano de 2013, e evento promete ser ainda mais grandioso porque a noite dos Museus coincide com o Dia dos Museus. Será mesmo coincidência? Não é certo…
Museu Louvre-Lens recentemente inaugurado (Dezembro 2012) prepara-se mais uma vez para  un non-stop nesta noite de 18 para 19 Maio.



Museu Marítimo de Ílhavo

E por cá? Lisboa é mesmo o centro da cultura. Basta consultar as actividades propostas e a variedade na escolha.

No entanto, realço um espaço que me chamou a atenção pela modernidade. O Museu Marítimo de Ílhavo que me parece bastante dinâmico neste Dia Internacional dos Museus


G-S

Fragmentos Culturais

18.05.2013
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Thursday, May 2, 2013

Fragmentos nocturnos



Bailarinos Cloud Gate Theatre

"The dancer's body is simply the luminous manifestation of the soul." 

Isadora Duncan

Dias lindos se comemoram nestes últimos tempos! E eu sem escrever! Saudades? Sim! De deixar aqui algumas notas culturais das coisas que me tocam. Vejamos se posso recuperar um pouco a ausência com dois ou três fragmentos.

Hoje o tempo de voltar!  Dia Internacional da Dança! Celebrou-se esta semana, no 29 Abril. Não poderia deixar de escrever sobre esta arte que me fascina! 

Data que a UNESCO decidiu passar a celebrar (1982) em homenagem a Jean-Georges NoverreJean-Georges Noverre foi um dos grandes nomes da dança. 

Bailarino francês, nascido a 29 Abril 1729, é considerado o precursor do "ballet d'action", arte que Isadora Duncan, Martha Graham ou Pina Bausch exprimiram tão bem!



Bailarinos Cloud Gate Theatre

Este ano, o homenageado foi Lin Hwai-min, o célebre fundador e director artístico de Cloud Gate Theatre of Taiwan (Ilha Formosa).

A sua mensagem, retirada do Prefácio de "O Livro de Canções" - uma antologia de poemas chineses dos séculos X a VII, antes de Cristo - é belíssima, ligada não só à tradição milenar como à própria  beleza da arte da dança.

Poderão ouvi-la pela voz de Lin Hwai-min mais abaixo, num vídeo absolutamente  mágico, mas transcrevo um excerto traduzido em Português:

(...)

A dança é uma expressão poderosa.
Fala para a terra e para o céu.
Fala da nossa alegria, do nosso medo e dos nossos desejos.
A dança fala do intangível, revelando ainda o estado de espírito de uma pessoa e o temperamento e carácter de um povo.

(...)

Nesta era digital, as imagens dos movimentos tomam milhares de formas.
São fascinantes.
Mas nunca substituirão a dança porque as imagens não respiram.
A dança é uma celebração da vida. (...)




E ontem foi a vez do Dia Mundial do Jazz! Ora aqui está outra paixão! Um estilo (se assim poderemos dizer) de música que me acompanha em tempos de initimidade.


Celebrado pela UNESCO e pelo mundo desde 2012, no dia 30 Abril. Dia Mundial do Jazz, por proposta do músico Herbie Hancock, embaixador da boa vontade da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO).  



Este ano, Istambul acolheu a comemoração do "Dia Mundial de Jazz 2013". 

Jazz! Um estilo de música, segundo palavras da Directora Geral da UNESCO, que pode "derrubar barreiras e simboliza a paz". Poderão ver o concerto que foi transmitido ontem, live stream aqui

Suponho que simboliza tudo isso. Mas arte não será vista apenas em dias especiais! Arte é afectividade, sentimentos, emoções. Daí que seja livre de ser sentida em cada dia, a cada momento.

Mas entendo como podem ser importantes para a maioria das pessoas e das organizações. Uma chamada de atenção para a Arte que tem andado tão arredada das nossas preocupações diárias e que, afinal, é o verdadeiro oásis para a alma.



Night Train to Lisbon | Bille August


Cinema! Menos assídua talvez, mas sempre buscando alguns filmes em momentos de lazer. Cinema é sempre aquela magia perante a vida que por lá vai desfilando.


O Comboio Nocturno para LisboaRealizado por Bille August, o mesmo de A Casa dos Espíritos, "Os Miseráveis" (1998), o filme é a adaptação cinematográfica do best-seller mundial homónimo, escrito em 2004 pelo suíço Peter Bieri, sob o pseudónimo Pascal Mercier

Narrado por Jeremy Irons, no papel de Raimund, fala da vida, do amor, da  própria literatura. Um filme que tem Lisboa por cenário, e é um "thriller filosófico", tal como afirmou August na apresentação em Lisboa:

"Introduz-nos num mundo cheio de pessoas inacessíveis, às quais vamos acedendo; a história é como um grande jogo matemático, é uma escrita muito inteligente e essa combinação com o lado filosófico faz com que seja uma história única".

Bille August





Não devemos procurar a essência de um bom livro na sua adaptação cinematográfica. Será sempre um olhar sobre o todo. E um olhar muito pessoal.

Devo dizer que gostei muito da adaptação de "A Casa dos Espíritos", menos de "Os Miseráveis". 

As críticas portuguesas foram muito duras para com esta adaptação do romance O Comboio Nocturno para Lisboa, mas eu não saí desiludida da visão serena,   intimista, da "busca do eu", não do facto histórico que serviu de pretexto, neste percurso em Lisboa, imbuído de melancólica atmosfera.

Não fui à procura do livro. Fui em busca de uma outra possível leitura. E gostei.

Jeremy Irons é convincente, carismático, elegante. Banda sonora, discreta, suave, de Annette Focks. Adorei o tema Night Train to Lisbon (piano).


De realçar que o filme fez parte da selecção do Festival de Cinema de Berlim (2013) e tem no elenco nomes como Charlotte Rampling, elegante e misteriosa, Lena Olin, discreta, e os portugueses Beatriz Batarda, Nicolau Breyner, Marco d'Almeida, entre outros.

Enfim! É com esta visão mais intimista que vos deixo. Foi bom voltar a Fragmentos. E perdoem se o silêncio se apoderou de mim...


G-S

Fragmentos Culturais

02.05.2013
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons