Thursday, February 28, 2013

Oscars: Curta animação





Paperman | John Kahrs

Pois! Não, não vou escrever sobre a cerimónia dos Oscars! Afinal, já identifiquei muitos dos galardoados em Vamos falar de cinema? E podem sempre rever os premiados aqui 

Sim. Mas quero falar das curtas de animação que passam sempre tão apressadas! E são pouco divulgadas. Tanta criatividade! Para curtos minutos que nos deliciam.

Então, entre os nomeados deste ano, estava um curta animação Paperman. Uma história mágica de John Kahrs (Disney) que foi divulgada online sensivelmente uma semana antes da cerimónia da entrega das estatuetas. 

Produzida pelos Estúdios de Animação Walt Disney, esta curta animação saiu vencedora na sua categoria! E com imenso mérito. É uma autêntica obra de arte, com efeitos visuais únicos. 

 

Paperman | Estúdios Disney

É o destino? Existe? Acredita?

Um conto de fadas urbano encantador! Todo em tons cinza, a pincelada rubra dos lábios de Meg (a heroína) dá um toque de fascínio. 

Mas passemos à história que se passa na década de 50: George, um jovem nova-iorquino, solitário, vê o seu destino mudado ao cruzar-se com uma linda rapariga quando se dirigia para o seu local de trabalho.



Paperman | Estúdios Disney

Uma pequena distracção leva à separação dos dois jovens, deixando o rapaz convencido de ter perdido a grande oportunidade de um amor verdadeiro.

Mas eis que, chegado ao escritório situado num dos típicos arranha-céus nova-iorquinos, avista Meg num prédio do outro lado da rua. 
Tenta desesperadamente chamar a atenção da jovem, recorrendo a um monte de papeis poisados na sua secretária, e à sua imaginação para comunicar com ela. Mas os seus esforços são inúteis, pois o destino já traçou outro plano...



Paperman | Estúdios Disney

Apresentando uma técnica inovadora que combina técnicas de animação gerada em computador com desenhos feitos à mão, John Kahrs (director estreante) leva a arte da animação a uma nova e ousada escala.





A música é perfeita. Tive acesso à versão integral da curta animação (6 minutos), antes de ser galardoada. Agora, resta-nos o clip comercial.
Delicie-se e percorra as diversas imagens de Paperman aqui
“Heart, Imagination… and Paper” 
G-S


Fragmentos Culturais

28.02.2013
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Sunday, February 10, 2013

Museu Louvre-Lens




Musée du Louvre | Lens
Foto : Hisao Suzuki


Musée Louvre-Lens é um novo espaço museológico situado em Lens. O projecto aberto ao público desde finais de Dezembro 2012, é uma co-criação de vários autores. Apresenta uma dimensão contemporânea muito interessante, a avaliar pelas imagens.



Foto: Christian Schittich

Louvre-Lens nasceu da colaboração do Conseil Régional de Nord-de-Calais e do Musée du Louvre, e marca um novo conceito de museu. O factor de desenvolvimento urbano e económico. 

Sou a favor da descentralização da cultura, aspecto que não é tão frequente assim no nosso país. Mas acreditem! Também não foi uma situação pacífica em França. A ler aqui

"En voulant décentraliser la culture, du musée du Louvre à Lens, on casse la magie et on ne fait que disperser des collections."

Courrier International



Ao visitar o sítio web oficial do Louvre-Lens (aconselho vivamente), descobre-se de imediato o enorme parque paisagístico que oferece belas perspectivas do enquadramento mineiro que o rodeia.

No meio, ergue-se um edifício de arquitectura fascinante (eu gosto de espaços modernos) todo em vidro e metal. No interior dominam a luminosidade e transparência (outras características que aprecio).

Louvre-Lens oferece ao visitante três espaços de exposição. A Galerie du Temps que propõe um percurso inédito que vai do nascimento da escrita até meados do século XIX.  


Foto. David Tardé

Galerie d’exposition temporaire que apresenta "Renaissance - Révolutions dans les arts en Europe 1400-1530", selecção de mais de 250 obras de arte.

E o Pavillon de Verre  que convida a descobrir "une histoire du temps", onde as colecções nacionais dialogam com as dos museus da região, e também com a arte contemporânea.

Acho que não é preciso dizer mais! Basta visitarem o site. Muito completo e fácil de gerir. A descobrir muito mais.

Agora, vamos a outra faceta que me seduz! As tecnologias associadas à arte!



app para smartphone do Musée du Louvre-Lens


As tecnologias revolucionaram as práticas culturais. Encanta-me, e muito! Assim, o Louvre-Lens, como muitos outros museus, hoje em dia, mesmo nacionais, disponibiliza um guia na sua aplicação (app) para smartphone (gratuita) numa visita virtual, realidade aumentada, informações práticas e agenda. Em breve também para ipad. 


screenshot app Musée Louvre.Lens

Bem! Estou encantada! E não tenho dúvida! Se tiver oportunidade, visitarei o Louvre-Lens. Quando? Não sei. 

Mas a semana passada, deixou todos os admiradores da arte de Eugène Delacroix (sou uma entre muitos) devastados.


Foto: Philippe Huguen | AFP

No Louvre-Lens uma visitante vandalizou o célebre quadro La Liberté guidant le peuple (1830) de Delacroix. Veja o video-reportagem de euronews aqui

"Mais le Louvre prend un énorme risque en envoyant des chefs-d'œuvre comme La liberté guidant le peuple de Delacroix au nouveau Louvre-Lens. Il disperse l'une des collections les plus prodigieuses du monde."

Courrier International

Bem, se leu o artigo que elenquei mais acima, fica a pensar... premonição?

Outras notícias mais completas em BBC News aqui ou LE Monde Culture aqui


“Art enables us to find ourselves and lose ourselves at the same time.” 
Thomas MertonNo Man Is an Island

G-S

Fragmentos Culturais

10.02.2012
Copyright © 2013-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons


Referências:

Créditos | Crédits

Louvre-Lens: une abrration du politiquement correcte

Vers un musée du futur