Friday, September 24, 2010

Hoje nas livrarias...






António Damásio
credits: TEDTalks




José Luís Peixoto
créditos: Miguel Manso/ Arquivo


Pois não duvidem! Amanhã, lá estarei na minha livraria de sempre! Dois autores. Dois livros que me fascinarão, certamente!


Para os que me seguem de mais perto, talvez já estejam a sorrir! Sim! Esses mesmos! 


"Livro" de José Luís Peixoto e "O Livro da Consciência" do Professor António Damásio



Livro
José Luís Peixoto

José Luís Peixoto explicava há pouco, no jornal das 22:00 da RTP que este seu últimos romance tem por tema a emigração portuguesa para França nos anos 60. E acrescentava que o livro falava "de acontecimentos dos últimos 50 anos, com destaque para a vaga de emigração para França, uma aventura que milhões de portugueses empreenderam em busca de uma vida melhor".


Falou também das vivências de seus pais: "Os meus pais foram para França nos anos 60 e regressaram dois anos antes de eu nascer". E recordava toda a envolvência em que cresceu.


Considera que este seu livro tem um carácter patriótico, no sentido estético do termo, já que reconhece que não tem sido dado valor a tantos portugueses que partiram em busca dessa vida melhor, numa época em que abalar para França  era uma imensa aventura. Uma emigração massiva de há meio século que simbolizou "a passagem de uma sociedade rural a uma sociedade urbana".








José Luís Peixoto que leio desde seu primeiro livro "Morreste-me",  é sem dúvida o escritor da nova geração mais publicado além fronteiras. E um dos mais promissores.




E, bem! Professor António Damásio dispensa qualquer atributo. Um livro que será publicado em Portugal um mês antes da sua publicação nos Estados Unidos. Como nos deveríamos sentir honrados!




O Livro da Consciência
António Damásio
Temas e Debates/Círculo de Leitores

"Todos dispomos de livre acesso à consciência. Ela surge com tanta facilidade e abundância nas nossas mentes que não hesitamos, nem nos sentimos apreensivos, quando permitimos que seja desligada todas as noites, quando adormecemos, e deixamos que regresse de manhã, quando o despertador toca, pelo menos trezentas e sessenta e cinco vezes por ano, sem contar com as eventuais sestas.
Contudo, poucos são os constituintes do nosso ser tão espantosos, fundamentais e aparentemente misteriosos como a consciência.
Sem ela, ou seja, sem uma mente dotada de subjectividade, não poderíamos saber que existimos, e muito menos quem somos e aquilo em que pensamos."

Livro da Consciência, 1º capítulo, pág. 20

(documento PDF descarregável, Círculo dos Leitores)






O vídeo do Professor António Damásio que originalmente publiquei aqui, só pode ser agora visionado no sítio Big Think. Assim, substitui-o por este. Mas não deixe de ouvir o cientista no vídeo completo. Nele, salienta

«A mente permite-nos perceber como é o Mundo, mas é a consciência que nos dá a vantagem subjectiva de dizer «Eu estou aqui, existo, tenho uma vida e há coisas à minha volta que se referem a mim».

Duas leituras apaixonantes que vão ocupar quase todo o tempo livre que usufruo neste momento! Não é muito, mas sinto-me já preenchida!

É que nos últimos tempos, os bons livros rarearam.

G-S

Fragmentos Literários

24.09.2010
Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Actualização 09.06.2013

Referências:

Big Think (vídeo Prof. António Damásio)

Ciência Hoje (comentário Prof. António Damásio)

Visão/Círculo de Leitores (versão PDF descarregável, primeiro capítulo)


Tuesday, September 21, 2010

Dia Internacional da Paz






“It is the peoples of this world who can create peace.”Ahmad Fawzi
G-S
Fragmentos Culturais21.09.10Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Sunday, September 12, 2010

Arcade Fire, divertido e original



Palácio Marqueses de Pombal (INA) | Oeiras
http://www.ina.pt

Finalmente uma curta pausa! Depois de uma semana de trabalho, entre Estoril e Oeiras, e todo um mês de Agosto de intensa actividade. Digamos que agora trabalho em contra a corrente! O que não deixa de ser uma nova experiência!

O meu roteiro sazonal foi portanto bem diferente este verão! Quando todos ou quase faziam férias, eu sentava-me em frente ao computador, naqueles dias de imenso calor, e trabalhava arduamente para a minha participação, nessa semana, a passada, que decorreu no Palacete Marqueses de Pombal. Lindo espaço, mas sem hipótese de fruir! 
Não houve pausas! Os alemães têm uma visão do trabalho nada latina, muito espartana e tudo tem que dar certo, à hora certa!

Uma semana sem tréguas! Depois de um mês quase sem tréguas! Apesar de latina, também eu sou espartana quando se trata de trabalho e responsabilidade!

Então, regressada, finalmente! - nada melhor do que uma boa pausa! Mereço-a. 
Ora, nada melhor do que uma pausa musical e lúdica! Um dos últimos trabalhos dos Arcade Fire que tem por trás um projecto bastante inovador prendeu minha atenção.


Google associou-se a esta banda canadense Arcade Fire para conceber um videoclip interactivo que demonstra algumas das potencialidades da nova linguagem de "markup" que muitos acreditam vir revolucionar a Web.  Não liguem muito a esta linguagem! Tudo se desenrolará naturalmente, se usarem o browser Google Chrome (aconselhado).

The Wilderness Downtown foi concebido por Chris Milk, e exige a nossa interacção. Recorre a recursos do Google Maps e Street View para incluir no clip imagens da cidade que seleccionarmos como internautas! 

A experiência tem por base o tema "We Used to Wait", que faz parte do novo álbum dos Arcade Fire.

Fiz a experiência interactiva! Não podia deixar de ser! E adorei! Fantástica! 

Ouvir o tema, ver desenrolar-se na 'nossa' cidade - não esquecem de seleccionar a cidade  em que vivem ou outra que vos provoque curiosidade - depois estejam atentos, porque várias janelas se abrem, o que dá uma sensação de interactividade incrível. Termina com uma mensagem ecológica excelente!

A tecnologia encarrega-se de misturar com as imagens "base" do videoclip algumas fotografias da cidade (de satélite e recolhidas pelos carros do Street View), por via de várias janelas do browser que vão sendo sucessivamente abertas e fechadas ao ritmo da música.


Quase no final do visionamento, temos a oportunidade de escrever uma mensagem num postal virtual que pode depois ser partilhada, existindo também a possibilidade de responder a textos deixados por outros. Giríssima! 

Estas coisas das tecnologias também me atraem, quando assim criativas. E neste caso, ligadas à música, a minha pausa maior, depois dos livros!

Espero que estejam dispostos a experenciar o projecto musical interactivo dos Arcade Fire.

Ready to start é o tema que vos deixo! Bem motivante para começar, não?!





G-S

Fragmentos Culturais 
(bem ao estilo do séc. XXI)

12.09.2010
Copyright © 2010-Fragmentos Culturais Blog, fragmentosculturais.blogspot.com®

Licença Creative Commons

Referências:

(visitado em 01.09.10)